comando

Doria nomeia primo de secretário para cargo de diretor na CPTM

Ex-presidente da Funasa, Rodrigo Sergio Dias é primo de Alexandre Baldy, ex-ministro de Temer e atual secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo

FUNASA/REPRODUÇÃO
Rodrigo Sérgio Dias

Dias é ex-presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e já foi indicado, por Temer, para ocupar carga na Anvisa

São Paulo – Entre os novos nomes que assumiram o comando da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), de São Paulo, anunciados na semana passada, está o agora nomeado Diretor Administrativo e Financeiro Rodrigo Sergio Dias. Ele é primo de Alexandre Baldy (PP-GO), chamado por Doria para ser secretário estadual de Transportes Metropolitanos e que foi ministro das Cidades do governo Temer

Segundo a hierarquia da companhia, Dias está subordinado a Baldy, que faz parte do governo João Doria (PSDB). O novo diretor da CPTM é ex-presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e, em setembro de 2018, foi indicar por Michel Temer a ocupar o posto de diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Naquele mesmo mês, Rodrigo Dias foi questionado, em relatório de auditoria preliminar do Tribunal de Contas da União (TCU), por irregularidades que ocasionaram um prejuízo de R$ 7,7 milhões à Funasa. 

Dias também é réu na Justiça Federal de São Paulo, acusado de agredir sua ex-mulher. Ele chegou a ser preso em 2014. Os advogados de Dias alegaram que a ação penal é “infundada”.