Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 10 / STF pede investigação de relação de genro de magistrado com Roriz

STF pede investigação de relação de genro de magistrado com Roriz

por virginiatoledo publicado 01/10/2010 15h27, última modificação 01/10/2010 16h30

Joaquim Roriz recebe genro de ministro do STF para negociar defesa (Foto: Reprodução)

São Paulo - O ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz (PSC), foi flagrado negociando com o genro do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Britto, o advogado Adriano Borges, como forma de obter sentença favorável no caso da Lei da Ficha Limpa.

As denúncias e o vídeo foram divulgados nesta sexta-feira (01) pelo jornal Folha de S. Paulo

Caso Borges aceitasse representar o ex-governador no julgamento, ocorrido na semana passada, seu sogro Ayres Britto seria automaticamente impedido de atuar no julgamento. Roriz tentava no STF impedir a aplicação da Ficha Limpa para as eleições deste domingo e o Ayres Britto já havia se posicionado contrário à pretensão do ex-governador, que teve a candidatura ao governo do DF barrada no TSE com base na nova lei.

Segundo a gravação, Adriano Borges pediu R$ 4,5 milhões de reais para ser o advogado principal na defesa de Roriz,. o valor foi considerado alto pelo ex-governador, que propõe R$ 1 milhão apenas para que Borges fizesse parte da lista de defensores, o que já garantiria sua intenção de afastar Ayres Britto do caso.

Segundo a reportagem, o advogado não aceitou a oferta e se afastou de caso. Borges agora alegar estar sendo vítima de chantagem, Já Roriz diz ter sido extorquido. O ministro do STF afirma não ter nenhuma ligação com o ocorrido. E que o genro deverá responder pelo caso.

Em nota , o STF divulga que acatou o requerimento pedido pelo próprio  Ayres Britto solicitando as providências necessárias para que os fatos sejam apurados e esclarecidos.

Nota à imprensa:

Atendendo a requerimento do Exmo. Sr. Min. CARLOS AUGUSTO AYRES DE FREITAS BRITTO, o Exmo. Sr. Min. Presidente do Supremo Tribunal Federal, CEZAR PELUSO, encaminhou ofício ao Exmo. Sr. Procurador-Geral da República, ROBERTO MONTEIRO GURGEL SANTOS, solicitando imediatas providências para rigorosa apuração dos fatos que, noticiados pelos órgãos de imprensa, nesta data (1/10), dizem respeito ao Sr. Adriano Borges Silva e processos desta Corte.

 

registrado em: ,