Você está aqui: Página Inicial / Mundo / 2011 / 10 / Governo argentino cria controles para compras de dólar

Governo argentino cria controles para compras de dólar

por Redação da RBA publicado , última modificação 31/10/2011 08h54

Mecanismo é justificado como forma de combater a evasão fiscal (Foto: © Issei Kato/Reuters - arquivo)

São Paulo – Uma semana depois de a presidenta Cristina Kirchner ter sido reconduzida ao cargo, o govarno do país estabeleceu mecanismos de controle para compra de dólares. A medida tenta conter as pressões sobre o peso, já que parte dos argentinos tem, na moeda dos Estados Unidos, o principal instrumento para economizar. A medida foi justificada como instrumento para combater a evasão fiscal.

A partir desta segunda-feira (31), para adquirir dólar na Argentina será necessário obter autorização da Receita Federal (Afip, na sigla em espanhol). O órgão irá determinar se a pessoa ou empresa possui recursos bastantes para a operação.

Economistas ligados a bancos e a outras empresas acreditam que o objetivo é evitar a fuga de capitais. Há estimativas do setor privado que apontam crescimento da saída de dólares da argentina nos últimos meses. Os economistas afirmam que o maior controle do câmbio reforce a cobrança de ágios em um mercado paralelo.

O vínculo ao dólar se acentuou durante os anos 1990, quando a paridade com o peso foi sustentada artificialmente pelo governo de Carlos Menem (1989 a 1996). Em 2001, diante de uma grave crise econômica (conhecida como corralito), uma corrida a saques em bancos reforçou a preferência de parte da população pelo acúmulo de reservas na moeda norte-americana – muitas vezes mantidas em casa.

registrado em: ,