Home Eleições 2018 ‘Virada de votos mostrará ao mundo laboratório da resistência democrática’
Contra o fascismo

‘Virada de votos mostrará ao mundo laboratório da resistência democrática’

Sociólogo Boaventura de Sousa Santos acredita que resultado das pesquisas mais recentes tem indicado a preocupação quanto aos perigos para a democracia representados pelo candidato Bolsonaro
Publicado por Redação RBA
11:27
Compartilhar:   
TV Boitempo/Reprodução
Boaventura

“O Brasil não é apenas um laboratório da decadência da democracia, é o laboratório de resistência da democracia”, afirma

São Paulo — A onda de mobilizações que têm ocorrido no Brasil a favor do candidato a presidente da República Fernando Haddad (PT) e contra seu adversário Jair Bolsonaro (PSL), em conjunto com os últimos resultadosdas pesquisas eleitorais, indicam que este pleito pode ser marcado por uma virada às vésperas do segundo turno, segundo a análise do sociólogo português Boaventura de Sousa Santos.

“O Brasil, neste momento, não é apenas um laboratório da decadência da democracia, é o laboratório de resistência da democracia contra esse fascismo que está emergindo em todos os lados”, afirma o sociólogo em um vídeo divulgado pela TV Boitempo. De acordo com a pesquisa mais recente do Instituto Datafolha, a diferença entre Bolsonaro e Haddad caiu de 18 para 12 pontos percentuais e, apesar de manter a liderança, o candidato da extrema direita perdeu força em todas as regiões.

“Apesar de todas as fake news, apesar de tudo, os brasileiros e as brasileiras estão vendo a mentira e o perigo que está envolvido este neofascista (Bolsonaro) e, por isso, todos eles vão evitar que isso ocorra”, defende Boaventura, que tem observado as eleições brasileiras, nesta semana, dos Estados Unidos, onde lideranças e apoiadores do Partido Democrata receberam pacotes-bombas, algo que o sociólogo atribui à escalada de ódio da extrema direita como um fenômeno global.

“É possível, a democracia talvez tenha a possibilidade de sobreviver. E isso vai se dever a todos nós e a todos vós. Vamos lutar por isso, estamos juntos nesta luta”, finalizou o sociólogo acreditando na vitória do candidato do PT.

Assista à análise de Boaventura à TV Boitempo: