Produção agrícola

Na primeira estimativa, IBGE espera nova safra recorde

Projeção chega a 210,7 milhões de toneladas neste ano. Conab também prevê crescimento

Camila Domingues/Palácio Piratini
sojars2.jpg

A produção cresce 5,8% para a soja, 5,6% para o milho e 3,8% no caso do arroz

São Paulo – A primeira estimativa do IBGE para a safra de grãos de 2016, divulgada hoje (4), chegou a 210,7 milhões de toneladas, o que significaria novo recorde, com crescimento de 0,6% sobre a anterior (209,5 milhões). A área a ser colhida atinge 58,5 milhões de hectares, 1,3% a mais do que a de 2015 (57,7 milhões).

Arroz, milho e soja, as três principais culturais, representam 92,7% da produção estimada e 86,3% da área. A produção cresce 5,8% para a soja, 5,6% para o milho e 3,8% no caso do arroz. No total, dos 26 principais produtos, 15 têm variação positiva em relação a 2015.

A região Centro-Oeste concentra 42% do total produzido, enquanto o Sul tem 35,7%. Depois vêm Sudeste (9,6%), Nordeste (9,3%) e Norte (3,5%). Entre os estados, o Mato Grosso tem participação de 24%, seguido pelo Paraná (17,8%) e pelo Rio Grande do Sul (14,9%) – os três somam 56,7%.

Conab

Já a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em seu quinto  levantamento, estima que a safra de grãos 2015/2016 alcance 210,3 milhões de toneladas, acréscimo de 1,3%. A área atinge 58,5 milhões de hectares, ante 57,9 milhões na safra anterior.

A produção de soja permanece como o principal destaque e deverá atingir 100,9 milhões de toneladas, ou seja, 4,7 milhões a mais do que na safra anterior” diz a Conab. “Os ganhos de área e produtividade da cultura representam um aumento de 4,9% na produção total do país.” A soja responde por 56% de toda a área cultivada.