Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2008 / 12 / IPI de carro continua reduzido até 30 de junho

IPI de carro continua reduzido até 30 de junho

Governo aumentou imposto sobre cigarros para compensar a perda da arrecadação
por Evelyn Pedrozo, da RBA publicado 30/03/2009 17h55, última modificação 01/12/2008 20h05
Governo aumentou imposto sobre cigarros para compensar a perda da arrecadação

O governo prorrogou nesta segunda-feira, dia 30 de março, a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para o setor automotivo por mais três meses. A contrapartida exigida é manutenção do emprego, porém as montadoras poderão abrir programas de demissões voluntárias, a exemplo do que fez a Ford na semana passada, e dispensar empregados temporários no fim de seus contratos. Em vigor desde dezembro do ano passado, a medida valeria até terça-feira, dia 31.

O anúncio também prevê diminuição da Cofins para o setor de motocicletas de 3% para zero e isenção do IPI para materiais de construção, como revestimentos, tintas, cimento, pias, louças de banheiro, fechaduras e dobradiças. O benefício complementa o pacote habitacional lançado na semana passada, pelo qual o governo quer construir 400 mil casas para a baixa renda e facilitar empréstimos imobiliários para famílias que recebem entre 3 e 10 salários mínimos.

Para compensar a perda da arrecadação, os cigarros sofrerão aumento de IPI e Cofins, o que deve resultar em alta de 30% no preço do produto a partir de maio. As medidas foram anunciadas pelo vive-presidente José Alencar e entram em vigor nesta quarta-feira, 1 de abril.

registrado em: , ,