Você está aqui: Página Inicial / Política / 2010 / 09 / Candidato do PSDB tenta censurar jornal em SP

Candidato do PSDB tenta censurar jornal em SP

por Fabio M Michel, da RBA publicado , última modificação 30/09/2010 19h00

São Paulo – O ex-prefeito São Bernardo do Campo e candidato a deputado federal pelo PSDB William Dib tentou junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) uma ação judicial para apreender uma edição do jornal ABCD Maior, que circula nas cidades da região do Grande ABC paulista. O motivo é a publicação de uma matéria considerada pelo candidato prejudicial à sua campanha.

É a segunda denúncia que envolve políticos do PSDB e a tentativa de censurar informações consideradas desfavoráveis a suas candidaturas. A outra ocorreu no Paraná, onde o deputado a governador Beto Richa obteve liminar judicial para impedir a divulgação de pesquisas de intenção de voto do Datafolha.

Em sua edição 249, lançada na terça (28), o ABCD Maior traz uma reportagem sobre o resultado de um auditoria feita pelo Denasus (Departamento Nacional de Auditoria/SUS), ligado ao Ministério da Saúde, concluída em julho passado, que comprovou que a gestão Dib firmou contratos fraudulentos de prestação de serviços, por meio da secretaria de Saúde de São Bernardo.

Na semana passada, Dib foi notificado de que a prefeitura atual cobra dele a devolução de pouco mais de R$ 160 milhões, referentes a irregularidades nos contratos com a empresa Home Care Medical Ltda. Essa mesma empresa já esteve no centro de denúncias em 2008, por formação de quadrilha e licitações fraudulentas com hospitais de 29 municípios de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Segundo o editor do jornal, Walter Venturini, as suspeitas de que Dib tentaria impedir a publicação da reportagem começaram na noite da segunda (27), quando um delegado da cidade, Victor Lutti, ligou para a redação pedindo para confirmar se o jornal publicaria a conclusão da auditoria do Denasus. Em seguida, Lutti dirigiu-se à sede do jornal acompanhado pela advogada Elizabeth Spolidoro e por um assessor de Dib.

"Eles disseram para que não publicássemos a matéria, mas escutamos a versão deles e incluímos na reportagem", diz Venturini. "E hoje (quinta, 30) pela manhã chegou por fax a notificação do pedido de busca e apreensão, assinado pela advogada Elizabeth Spolidoro, e da retirada da matéria do nosso site", completa.

A assessoria de imprensa de Dib foi procurada, mas não atendeu as ligações da reportagem. No início da tarde, porém, o TRE decidiu que a ação pedida por Dib havia sido rejeitada e o jornal continua circulando normalmente.

Leia no site do ABCD Maior a reportagem que o candidato do PSDB tentou censurar.