Você está aqui: Página Inicial / Blogs / Curta essa dica / 2011 / 07 / Linguagem eletrônica é reunida em festival em São Paulo

Linguagem eletrônica é reunida em festival em São Paulo

por Guilherme Bryan, especial para a Rede Brasil Atual publicado 19/07/2011 21h55, última modificação 19/07/2011 22h15

Instalação "Nemo Observatorium" cria a sensação de se estar dentro de um grande tornado (Foto: Divulgação)

Começa  nesta terça-feira (19) e vai até 21 de agosto, a 12ª edição do  Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (File), no Centro  Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, com sessões às segundas-feiras, das 11h  às 20h; aos domingos, das 10h às 19h, e de terça-feira a sábado, das 10h  às 20h.

A entrada é gratuita e uma das principais atrações é a  instalação do artista belga Lawrence Malstaf, “Nemo Observatorium”, em  que o visitante tem a sensação de estar dentro de um grande tornado, ao  sentar-se numa cadeira dentro de um grande cilindro de PVC.

Outro chamariz é a obra “Elucidating Feedback”, realizada pelo artista neozelandês Bem Jack, que propõe a interação entre o visitante e um dispositivo de interface cérebro-computador, em que, quanto mais se prestar atenção à instalação, mais a ordem é refletida no vídeo e no  áudio da obra.

Também vale a pena observar a “ADA (escultura  cinética interativa analógica)”, da artista Karina Smigia-Bobinski, que  contou com financiamento da Polônia e da Alemanha. A ideia é propor ao  visitante interagir com um globotransparente flutuando livremente na sala, com pontas de carvão que deixam marcas nas paredes, teto e piso.

A  dupla norte-americana Jay Silver e Eric Rosenbaum apresenta “Singing  Fingers”, que tem como objetivo transformar o som em algo visível. Ou  seja, o visitante fala ou canta, enquanto movimenta os dedos livremente  pela tela, como se fossem uma lata de tinta de spray

 Representando o  Brasil, há a instalação audiovisual interativa “Time Landscape – wool  rhythms”, de Juliana Mori & Matteo Sisti Sette, em que, a partir de  uma máquina de tecelagem antiga, uma paisagem documentada em diferentes  épocas é recomposta em tempo real.

Simultaneamente,  acontece a segunda edição do File PAI (Paulista Avenida Interativa ou  Arte Pública Interativa), com obras eletrônicas e interativas ocupando  vários espaços da avenida Paulista. Esse é o caso do Instituto  Cervantes, do Conjunto Nacional, da Livraria Cultura, do vão livre do  Masp, da Livraria Fnac, das estações de metrô e do Centro Cultural São  Paulo.

A programação completa pode ser conferida em www.file.org.br.

 Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (File)

De  19 de julho a 21 de agosto – terças-feiras a sábados, das 10h às 20h;  segundas-feiras, das 11h às 20h; e domingos, das 10h às 19h. Entrada  franca.
Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso – Avenida Paulista, 1313. T: 31467405

[email protected]

registrado em: , ,