Mais rigidez

Com 98% de leitos públicos ocupados, São Luís amplia ‘lockdown’ até domingo

O bloqueio total na região metropolitana da capital do Maranhão acabaria nesta quinta. Isolamento cresceu cinco pontos com lockdown

Jeferson Stader
Apesar disso, o Maranhão ainda está com o isolamento social abaixo dos 60% recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com o levantamento da empresa In Loco, 48,9% da população esteve em casa, nesta terça-feira (12)

São Paulo – O lockdown foi prorrogado por mais três dias no Maranhão, após um acordo do governo estadual com o Ministério Público. O bloqueio total na região metropolitana de São Luís acabaria nesta quinta-feira (14), mas o isolamento total será obrigatório até pelo menos domingo (17).

O acordo foi feito em audiência de conciliação conduzida pelo juiz Douglas de Melo Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca da Ilha de São Luís. Na audiência, ficou acordado que o governo irá informar o MP, por meio de boletins, sobre dados referentes à diminuição do fluxo de pessoas e veículos no período pós-bloqueio, além de disponibilizar informações sobre ocupação dos leitos públicos e privados e sobre efetivo de fiscalização e assistência à saúde

Efeitos do bloqueio

Com mais da metade dos carros na garagem, balanço divulgado pelo governo mostra que as ruas estão mais vazias na capital e nas outras três cidades da ilha de São Luís: São José, Paço do Lumiar e Raposa. Apesar disso, o Maranhão ainda está com o isolamento abaixo dos 60% recomendado pela Organização Mundial da Saúde. De acordo com o levantamento da empresa In Loco, 48,9% da população esteve em casa nesta terça-feira (12).

Entretanto, antes do decreto a taxa de isolamento na região era de 43,9%. O Maranhão foi o primeiro estado a decretar lockdown, no último dia 5. De acordo com o governador Flávio Dino (PCdoB), é esperado que as medidas mais rígidas reflitam na diminuição dos casos de coronavírus, a partir da próxima semana.

Coronavírus

O Maranhão registrou 166 novos casos de covid-19 entre segunda e terça-feira, segundo boletim da Secretaria da Saúde. Segundo o secretário, Carlos Lula, o número representa queda.

“Uma semana de lockdown e a Grande Ilha de São Luís já apresenta queda, com apenas 166 novos casos positivos. É cedo ainda para comemorar, mas a conscientização coletiva é parte fundamental na luta contra a covid-19″, publicou nas redes sociais. Ao todo, 9.112 pessoas foram infectadas no Maranhão, com 444 mortes confirmadas.

A capital maranhense está com 98% dos 233 leitos públicos de UTI ocupados. Para tentar controlar os casos, na última segunda os hospitais da rede pública estadual ultrapassaram a marca de mil leitos exclusivos para pacientes com coronavírus.