Eleições 2020

‘Guarulhos não pode ter um prefeito provinciano’, diz Elói Pietá

Candidato do PT disse que o atual prefeito, Guti (PSD), recusou debate por conta das denúncias de corrupção na área da saúde

Reprodução/TVT
Elói Pietá (PT) disputa com o atual prefeito, Guti (PSD), o segundo turno das eleições em Guarulhos

São Paulo – O candidato do PT à prefeitura de Guarulhos, Elói Pietá, lamentou a recusa do atual prefeito, Gustavo Henric Costa, o Guti (PSD), em participar de debate que seria organizado pela TVT, em parceria com o portal UOL, no segundo turno do município. Segundo Elói, Guti não quis debater devido às denúncias na área da saúde envolvendo a sua gestão.

Para a retomada das obras de infraestrutura em Guarulhos, Elói afirmou que vai buscar financiamento junto aos governos estadual e federal. Segundo ele, Guti ignora as dimensões e a importância da cidade, que tem a segunda maior população do estado. “Guarulhos não pode ter um prefeito provinciano”, afirmou.


Assista à entrevista


Pandemia e Saúde

O petista criticou o investimento de R$ 40 milhões no hospital de campanha, que já foi fechado, sem deixar nenhum legado para a saúde. Contudo, tratou-se de uma obra “eleitoreira”, segundo o ex-prefeito. Ele havia sugerido que esses recursos fossem gastos para equipar o Hospital da Mulher da cidade, que está pronto para ser inaugurado.

“O que vi na gestão atual foi, na verdade, uma tentativa de fazer do combate à covid-19 um elemento de campanha”, disse o candidato, em entrevista ao Jornal Brasil Atual, nesta segunda-feira (23).

Diante da iminência da segunda onda da pandemia do novo coronavírus, Elói prometeu a criação de um comitê de especialistas em saúde e economia, para minimizar os impactos da doença. A “primeira grande medida”, segundo ele, é retomar os testes em massa para a detecção da covid-19.

O candidato também afirmou que é preciso “reorganizar” o sistema de saúde para atender às consultas, exames e cirurgias que foram adiados por conta da pandemia. Além disso, ele disse que vai buscar diálogo com o governo de São Paulo para garantir a vacinação da população guarulhense assim que as doses da Coronavac começarem a serem distribuídas, após aprovação das autoridades de saúde.

Auxílio

Para conter os impactos econômicos da pandemia, Elói anunciou, sem especificar, programas de auxílio aos micro e pequenos empreendedores. Por outro lado, também anunciou a retomada de programas sociais, como o Oportunidade ao Jovem, de qualificação profissional para o combate ao desemprego. “Essa questão de programas de proteção social e de formação para encaminhamento ao empregos é essencial. Infelizmente, estão abandonados na atual administração”, disse Elói.

Obras

Outra prioridade, segundo o candidato, será a conclusão da obra do trevo de Bonsucesso. Com investimentos do governo federal, a obra foi iniciada ainda em 2014. No início da atual gestão, mais da metade havia sido concluída, segundo Elói. Entretanto, até agora não foi finalizada. Outra demonstração de “incompetência”, afirmou o candidato. Ademais, ele também prometeu a criação de vias paralelas provisórias nos principais corredores da cidade passa aliviar os engarrafamentos, problema que afeta a mobilidade das pessoas e a logística das empresas.