mesma vibe

Milei toma posse neste domingo prestigiado por Bolsonaro. Sem Lula, chanceler representa o Brasil

Os presidentes do Uruguai, Luis Lacalle Pou, e do Paraguai, Santiago Peña, além do primeiro-ministro húngaro e do ucraniano Volodymyr Zelensky, estarão na festa do “libertário”

Reprodução/Twitter Javier Milei
Reprodução/Twitter Javier Milei
Milei fez festa para o representante da extrema direita brasileira, Jair Bolsonaro, derrotado na eleição de 2022

São Paulo – A posse do presidente eleito na Argentina, Javier Milei, neste domingo (10), terá a presença de representantes de governos da América do Sul, mas não será prestigiada pelo mais importante deles no momento, Luiz Inácio Lula da Silva. Em vez de receber o chefe do governo brasileiro, que hoje é badalado em todo o mundo, Milei será anfitrião do representante da extrema direita Jair Bolsonaro, derrotado na eleição de 2022 e agora inelegível, para o qual fez até festinha na chegada do ex-presidente, seu filho Eduardo e outros de sua comitiva.

“É um orgulho muito grande receber a visita de Bolsonaro, a quem admiro pela luta contra a esquerda internacional”, afirmou Milei. O Brasil será representado pelo chanceler Mauro Vieira. Em 2019, Bolsonaro se recusou a ir a Buenos Aires para a posse do peronista Alberto Fernández e enviou o vice, Hamilton Mourão.

O dúbio Gabriel Boric

Por outro lado, o presidente do Chile, Gabriel Boric, deve estar presente na posse de Milei, para irritar ainda mais os movimentos progressistas que consideram o jovem chefe de governo um tanto quanto afoito. Como foi, por exemplo, em seu apoio considerado desmedido à Ucrânia na guerra contra a Rússia.

Na Cúpula Celac-União Europeia, realizada em Bruxelas, na Bélgica, em julho, Boric “exigiu” que os países da região condenassem a Rússia, em recado a Lula, que se recusou a isso. O chileno então levou de volta para casa uma ironia de Lula na bagagem: “Possivelmente, a falta de costume de participar dessas reuniões faz com que um jovem seja mais sequioso e mais apressado, mas as coisas não são assim” (leia mais aqui). Mas Volodymyr Zelensky estará na posse do colega argentino.

Confira quais chefes de governo devem prestigiar a posse de Milei:

  • Presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou;
  • Presidente do Paraguai, Santiago Peña;
  • Primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán;
  • Rei Felipe VI, da Espanha;
  • Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia;
  • Vice-presidente de Honduras, Renato Florentino Pineda (viaja para representar a presidenta Xiomara Castro).

Em postagem no X (antigo Twitter), o húngaro Orbán confirmou que irá à cerimônia . “Recentemente conversei com Javier Milei e o parabenizei pela sua impressionante vitória nas eleições presidenciais argentinas. Estou ansioso para começar a trabalhar com um verdadeiro patriota! Vejo vocês na posse em Buenos Aires”, afirmou.


Leia também


Últimas notícias