Você está aqui: Página Inicial / Jornais / Peruíbe / Jornal Brasil Atual – Peruíbe, 3° edição
Peruíbe

Jornal Brasil Atual – Peruíbe, 3° edição

Confira na edição 10 - Roteiro Turístico: Ruínas do abarebebê/Música: Nego Aço, a banda da cidade/Bancos: Caixas fracos/Saúde: Dilma garante/Futebol: Reta final
por Jornal Brasil Atual publicado , última modificação 04/09/2011 08h32
Confira na edição 10 - Roteiro Turístico: Ruínas do abarebebê/Música: Nego Aço, a banda da cidade/Bancos: Caixas fracos/Saúde: Dilma garante/Futebol: Reta final

Nas trilhas do velho caminho dos padres Anchieta e Leonardo Nunes (Foto: Adilson Karafa)

O padre Leonardo Nunes, lá pelos anos 1550, andava por todo o Litoral Sul de São Paulo, especialmente de Peruíbe a São Vicente. E estava em tantos lugares diferentes, em tempo tão extraordinariamente curto, que logo os índios lhe deram o nome de Abarebebê, padre voador. Professor, médico, catequista, precursor dos padres José de Anchieta e Manuel da Nóbrega, Leonardo Nunes foi o primeiro religioso a devolver a liberdade aos índios tamoios e carijós, abolindo o trabalho escravo a que eram submetidos no sertão. Pois esse jesuíta, que dava muito valor aos bens espirituais, e que, por isso, excomungou João Ramalho – devido à vida desregrada que levava com suas muitas mulheres, todas índias – e o pôs para correr da igreja, hoje em ruínas, que ele mesmo havia erguido na nossa capitania, é responsável também pelo batismo do Passos dos Jesuítas, um passeio que vai conduzir os turistas pelos velhos caminhos trilhados pelo irrequieto padre Leonardo –, uma das reportagens desta edição. 

Como a história registra, o padre Leonardo tinha boa voz e gostava de cantar – hábito que ficou entre nós –, fomos procurar quem nos representasse nesse escopo, tendo o ritmo nacional como pano de fundo. Deu Nego Aço, na cabeça e no coração da moçada peruibense. Cabeça e coração, aliás, que devem continuar sem isquemias ou arritmias, para que dê tempo à nossa presidenta, Dilma Rousseff, de construir duas novas Unidades Básicas de Saúde em nossa cidade. Porque, se a gente tiver de esperar a Prefeitura ou o Estado, o melhor será encomendar o paletó de madeira. Boa leitura! 

Confira o jornal em PDF.