Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2012 / 10 / Nível de emprego na indústria paulista fica estável em setembro

Nível de emprego na indústria paulista fica estável em setembro

Segundo a Fiesp e o Ciesp, setor criou 25 mil vagas no ano, mas tem saldo negativo de 76.500 em 12 meses
por Redação da RBA publicado 16/10/2012 15h42, última modificação 16/10/2012 15h45
Segundo a Fiesp e o Ciesp, setor criou 25 mil vagas no ano, mas tem saldo negativo de 76.500 em 12 meses

São Paulo – A indústria de transformação paulista não criou nem eliminou vagas em setembro, segundo a Federação das Indústrias do Estado (Fiesp) e o Centro das Indústrias (Ciesp). No ano, o saldo ainda é positivo, com 25 mil empregos criados, crescimento de 0,95%. A variação é a menor dos últimos três anos (3,86% em 2011 e 8,12% em 2010) e também fica entre a menor dos últimos seis anos, com exceção de 2009 (-1,51%). Em 12 meses, o setor fechou 76.500 postos de trabalho, retração de 2,85%.

No mês passado, a eliminação de vagas no setor de açúcar e álcool anulou a criação de empregos em outros setores. Mas, considerando todo o ano, até setembro, esse setor cria 41.074 postos de trabalho, enquanto os demais fecham 16.074.

Apenas em setembro, o setor de produtos de metal (exceto máquinas e equipamentos) abriu 872 empregos, seguido de produtos químicos (792), móveis (594), bebidas (467) e produtos de minerais não-metálicos (450). Entre os que fecharam vagas, estão confecção de artigos do vestuário e acessórios (-1.604), veículos automotores (-521), equipamentos de informática, produtos eletrônicos e óticos (-348), metalurgia (-326) e máquinas e equipamentos (-278).

Das atividades analisadas, 11 tiveram resultado negativo, nove registraram alta e duas ficaram estáveis.