Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2010 / 03 / IGP-10 sobe para 1,10% em março

IGP-10 sobe para 1,10% em março

Segundo a FGV, índice acumula alta de 1,3% em 12 meses; preços ao consumidor mostram desaceleração
por Vitor Nuzzi, da RBA publicado 18/03/2010 12h53, última modificação 18/03/2010 12h53
Segundo a FGV, índice acumula alta de 1,3% em 12 meses; preços ao consumidor mostram desaceleração

São Paulo - O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10), da Fundação Getúlio Vargas, teve inflação de 1,10% em março, ante 1,08% no mês anterior. Com isso, o índice acumula alta de 2,40% no ano e de 1,30% em 12 meses.

O IPA (preços no atacado) subiu de 1,15% para 1,34%, com inflação de 2,58% no ano e deflação de 0,36% em 12 meses. O IPC (preços ao consumidor) desacelerou de 1,09% para 0,78%, acumulando alta de 2,41% no ano e de 4,96% em 12 meses. E o INCC (custos de construção) foi de 0,55% para 0,33% (1,19% e 3,89%, respectivamente).

Dentro do IPC, quatro dos sete grupos tiveram desaceleração: Transportes (de 3,38% para 1,18%), Educação, Leitura e Recreação (de 1,86% para 0,40%), Despesas Diversas (de 0,50% para 0,17%) e Vestuário (de -0,26% para -0,48%). Registraram alta os grupos Alimentação (de 1,35% para 1,68%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,35% para 0,44%) e Habitação (de 0,28% para 0,30%).

Em Transportes, puxaram a desaceleração os itens tarifa de ônibus urbano (de 7,16% para 1,60%), álcool combustível (de 9,95% para 1,53%) e gasolina (2,10% para 0,86%). Em Alimentação, um destaque de alta foi o item hortaliças e legumes (de 2,86% para 7,50%).