Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2010 / 01 / Inflação para baixa renda em 2009 é a metade da registrada em 2008

Inflação para baixa renda em 2009 é a metade da registrada em 2008

por Thais Leitão publicado 05/01/2010 10h36, última modificação 05/01/2010 10h44

Brasília - A inflação para as famílias que ganham até dois salários mínimos e meio subiu 0,16% em dezembro na comparação com o mês anterior. Com o resultado, o Índice de Preços ao Consumidor Classe 1 (IPC-C1), divulgado nesta terça-feira (5) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), acumulou no ano elevação de 3,69%. A variação corresponde à metade da taxa registrada em 2008, de 7,37%.

O IPC-C1 em 2009 também ficou abaixo da média verificada entre as famílias com rendimentos mais altos, até 33 salários mínimos, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Brasil (IPC-BR). Neste caso, o aumento foi de 3,95% durante o ano e de 0,24% em dezembro.

De acordo com o documento da FGV, o resultado de dezembro reflete a queda nos preços dos alimentos, que passaram de alta de 0,40% para deflação de 0,16%. As principais contribuições partiram de hortaliças e legumes (de 6,81% para -2,28%) e de frutas (de 2,57% para 1,29%).

Por outro lado, registraram acréscimos nas taxas de variação os seguintes grupos: vestuário (de 0,98% para 2,17%); saúde e cuidados pessoais (de -0,44% para 0,18%); despesas diversas (de -0,04% para 0,36%); habitação (de 0,18% para 0,25%); e educação, leitura e recreação (de 0,05% para 0,08%). Já os transportes mantiveram a mesma taxa no período, de 0,01%.

O documento da FGV aponta que a principal pressão sobre a taxa acumulada em 2009 foi exercida pelo grupo habitação, que respondeu por 41% da formação do índice, com alta de 5,59% entre os meses de janeiro e dezembro. Entre os destaques estão as altas observadas em aluguel residencial (6,69%) e gás de botijão (11,57%).

O IPC-C1 é divulgado mensalmente pela FGV. O índice foi lançado oficialmente em 2008, mas teve série histórica iniciada em janeiro de 2004.

Fonte: Agência Brasil

registrado em: , ,