reconhecimento

Líder yanomami conversa com o Papa sobre luta contra o garimpo ilegal

Davi Kopenawa pediu ao pontífice que continue apoiando e dando voz à causa indígena, principalmente para retirada dos garimpeiros das terras indígenas

Vatican News
Vatican News
Kopenawa: "Eu venho a Roma para falar com Papa Francisco sobre a situação do meu povo yanomami"

São Paulo – O Papa Francisco recebeu nessa quarta-feira (10) o líder yanomami, Davi Kopenawa. Durante o encontro, Davi pediu ao pontífice que continue apoiando e dando voz à causa indígena, principalmente para retirada dos garimpeiros, em razão da exploração ilegal, poluição dos rios, a invasão de terras e o desmatamento. 

Em entrevista à Rádio Vaticano, após o encontro, Davi Kopenawa comentou ainda sobre a situação da saúde das crianças. “Eu venho a Roma para falar com Papa Francisco sobre a situação do meu povo yanomami. Eu pedi para ele retirar do garimpeiro ilegal na terra yanomami este ano. A criança yanomami está desnutrida por causa do garimpo, por causa da autoridade que deixou entrar, invadir a nossa terra yanomami”, disse. 

Davi Kopenawa é uma das principais lideranças do povo indígena yanomami e é conhecido internacionalmente por seu trabalho em defesa dos direitos desses povos. Ele é xamã e presidente da Hutukara Associação Yanomami.

Leia também: Estado brasileiro pede desculpas a povos indígenas por perseguição durante a ditadura

Nos últimos dias, ele passou por algumas cidades italianas para buscar apoio para a realidade enfrentada pelos povos indígenas e a urgente necessidade da preservação do meio ambiente.

O território Yanomami, uma área aproximadamente do tamanho de Portugal, tem sido invadido por garimpeiros há décadas, mas as incursões destrutivas se multiplicaram nos últimos anos, quando o ex-presidente Jair Bolsonaro desmantelou proteções ambientais.

Desde sua posse no ano passado, o presidente Lula tem liderado esforços para expulsar os garimpeiros ilegais do território. Em janeiro, o governo anunciou 1,2 bilhão de reais em ajuda para áreas indígenas.

Francisco tem feito da defesa do meio ambiente um dos pilares de seu papado e condenado repetidamente o saque de recursos naturais na Amazônia e em outros lugares.

Contaminação por mercúrio 

Uma pesquisa divulgada neste mês pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) indica que a contaminação por mercúrio afeta quase toda a população de nove aldeias yanomamis situadas em Roraima. Uma análise de amostras de cabelos colhida em outubro de 2022 mostrou esses resultados. De acordo com os pesquisadores, o estudo mostra uma situação preocupante e contribui para aprofundar o conhecimento sobre os impactos do garimpo ilegal de ouro na região.

Com Agência Brasil e g1



Leia também


Últimas notícias