rio

Na ‘reabertura’ do Canecão, Chico manda recado a governo com ‘Apesar de você’

Ativistas do OcupaMinc chegaram segunda-feira (1º) à casa de shows fechada desde 2008. E pretendem ficar no local até Michel Temer sair do governo

OcupaMinc/Facebook
chico canecão.jpg

‘Apesar de Você’ foi composta por Chico em 1970, auge da ditadura civil-militar no país: “Amanhã há de ser outro dia”

São Paulo – Com gritos de “Fora, Temer”, a tradicional casa de shows Canecão foi reaberta simbolicamente ontem (4) por ativistas do movimento OcupaMinc e por diversos artistas engajados na luta contra o ataque a direitos promovido pelo governo interino. Chico Buarque estrelou o ato cantando Apesar de Você, composição que fez em 1970, auge da ditadura civil-militar que vigia no país já havia seis anos. O Canecão está fechado desde 2008.

A cantora Zélia Duncan afirmou que nunca viu um “ativismo tão forte”. “Um dia, milhões de pessoas vão agradecer vocês”, disse. O Canecão, localizado no bairro do Botafogo, na zona zul, está ocupado desde a última segunda-feira (1º), quando os militantes que ocupavam o Palácio do Capanema saíram da sede do Ministério da Cultura.

Segundo o OcupaMinc, a ideia da ocupação no Canecão é criar um polo de denúncias contra o governo de Michel Temer durante a Olimpíada do Rio. “Nossa estreia histórica no antigo Canecão afirma este espaço mitológico como pólo de promoção e fruição da diversidade cultural democrática na cidade do Rio de Janeiro”, diz o grupo em sua página do Facebook.

O movimento OcupaMinc foi criado após a extinção da pasta da Cultura, no começo do governo interino de Michel Temer – medida desfeita após uma série de protestos. Os ativistas afirmam que permanecerão no local até Temer sair do cargo.