direito a um teto

MTST realiza a maior ação por moradia popular do DF e espera diálogo

Ação com várias ocupações simultâneas, em seis cidades, contou com a participação de cerca de 3 mil pessoas; movimento e representantes do governo devem se reunir hoje para negociar

MTST

Movimento quer terreno para participar do programa Minha Casa Minha Vida – Entidades

São Paulo – O Movimento Nacional dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) realizou no último sábado (7), no Distrito Federal, várias ocupações simultâneas em seis cidades satélites – Planaltina, Brasilândia, Ceilândia, Taguatinga, Samambaia e Recanto das Emas – localizadas nas regiões norte, sul, leste e oeste da região. Trata-se da maior ação organizada por moradia popular na história da região. Cerca de 3 mil pessoas participaram dos atos.

O coordenador nacional do movimento, Edson Silva, encaminhou as reivindicações para o governo local. Entre elas, a de que o governo do Distrito Federal doe um terreno para que o movimento possa participar do programa Minha Casa, Minha Vida – Entidades, com subsídios do governo federal, e que as famílias carentes sejam incluídas no cadastro de vulnerabilidade e tenham acesso ao auxílio aluguel.

Edson também cobra mais transparência nas ações da Terracap, órgão do governo distrital que administra as terras públicas federais na capital do país. “Precisamos saber o que tem ali e para onde está indo o dinheiro da Terracap e que parem de fazer leilões com os terrenos, que são públicos. Os terrenos têm de ser destinados à moradia popular”, afirmou à reportagem da TVT. Assista.