Você está aqui: Página Inicial / Cidadania / 2018 / 04 / Feira Nacional da Reforma Agrária em SP terá Martinho da Vila, Otto e Ilê Ayê

Ecologia e cultura

Feira Nacional da Reforma Agrária em SP terá Martinho da Vila, Otto e Ilê Ayê

Além de mais de 200 toneladas de alimentos orgânicos e sem agrotóxicos produzidos em 23 estados do Brasil, feira terá extensa programação cultural. Confira
por Brasil de Fato publicado 25/04/2018 09h37, última modificação 25/04/2018 10h24
Além de mais de 200 toneladas de alimentos orgânicos e sem agrotóxicos produzidos em 23 estados do Brasil, feira terá extensa programação cultural. Confira
Joka Madruga/MST
Feira Nacional mst

Evento terá 200 toneladas de alimentos orgânicos produzidos em 23 estados do Brasil, trazidos por cerca de 800 feirantes

Brasil de Fato – O Parque da Água Branca, em São Paulo, recebe a terceira edição da Feira Nacional da Reforma Agrária, organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), entre 3 e 6 de maio, a partir das 10h.

O sambista Martinho da Vila, com 51 anos de carreira e autor de sucessos que marcaram a MPB, é uma das principais atrações desta edição. A feira terá também shows do cantor pernambucano Otto, um dos expoentes da geração manguebeat e ex-integrante da Nação Zumbi, e da cantora paulistana Ana Cañas, umas das compositoras e interpretes mais criativas e engajadas da música jovem contemporânea.

A feira da reforma agrária recebe também o Ilê Ayê, o primeiro bloco afro da Bahia, criado em 1974. A batucada ganha ainda mais força com o shows da bateria do Grêmio Recreativo Paraíso do Tuiti, escola de samba do grupo especial do Rio de Janeiro que chamou a atenção do mundo todo com um desfile crítico e politizado em 2018.

Orgânicos

Além de mais de 200 toneladas de alimentos orgânicos e sem agrotóxicos produzidos em 23 estados do Brasil, trazidos à capital paulista por cerca de 800 feirantes oriundos de cooperativas rurais e propriedades familiares, o evento contará ainda com intensa programação cultural de quinta-feira a domingo. A programação conta com grandes nomes da cultura brasileira e outras atrações estão em fase de confirmação.

"O camponês não produz só comida, ele também produz muita arte, muita poesia, e é uma arte também sem agrotóxicos, muito humana e humanizadora. A feira vai ser um espaço para conhecer e curtir a cultura brasileira", explica Luana Oliveira, do coletivo nacional de cultura do MST.

As atrações incluem desde cantadores e cantadoras do MST, que exibirão em São Paulo as vozes que embalam os acampamentos, assentamentos e fazendas do movimento agroecológico, a artistas famosos que apoiam a luta do MST por distribuição de terra e alimentação saudável, e até apresentação de música infantil para crianças de todas as idades. 

Confira alguns dos destaques da programação ao longo dos quatro dias de evento:



Quinta-feira (3/05)

12h-15h : Artistas do MST
16h-17h: Cantadeiras do MST
17h-18h: Grupo Mistura Popular

Sexta-feira (4/05)

10h-11h: Trem de Cordas
11h-12h: Karina França
12h-13h: Repentistas
13h-14h: Slam
17h-18h: Siba
18h30: Tião Carvalho e O Boi do Morro do Querosene

Sábado (5/05)

13h-14h: Catira
13h-14h: Dança de São Gonçalo (atividade de chão)
14h-15h: Jongo (atividade de chão)
16h30: Ana Cañas
17h30: Otto
18h30-20h: Ilê Aiyê

Domingo (6/05)

10h-11h: Fera Neném (show infantil)
11h-12h: Semente Crioula
12h-13h: Cida e Edinho
13h-14h: Caravana Solidão
14h-15h: Som do Zíndio
14h-15h: Folia de Reis (atividade de chão)
17h30: Bateria da Tuiuti
18h45: Martinho da Vila