aliança

‘Por construção coletiva’, Humberto Costa retira candidatura em Pernambuco

Decisão é passo importante para PT e PSB se unirem em uma federação. E fortalece pressão por apoio do PSB a Haddad em SP

Divulgação
Divulgação
Senador não disputa eleição esta ano, já que se reelegeu em 2018 e seu mandato vai até 2026

São Paulo – A deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o senador Humberto Costa (PT-PE) anunciaram a retirada do partido da disputa ao governo de Pernambuco. “Estive hoje numa conversa muito positiva com @LulaOficial e a companheira @gleisi, presidenta do @ptbrasil. Por uma construção coletiva, por uma aliança nacional contra esse fascismo encarnado por Bolsonaro, retiramos a nossa candidatura em Pernambuco num gesto político ao PSB”, explicou o senador, que liderava as pesquisas de intenção de voto no estado.

A decisão é um passo importante para o acordo que una PT e PSB em uma federação. A decisão, oficializada nesta sexta, já era prevista desde ontem (3), quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu em São Paulo com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). O encontro fortaleceu o nome do deputado federal Danilo Cabral para a sucessão de Câmara.

O apoio do PT a um candidato do PSB em Pernambuco era de grande importância para reduzir a resistência dos socialistas em apoiar o petista Fernando Haddad ao governo de São Paulo. O maior estado da federação é a principal discussão em torno do consenso entre as legendas.

O senador petista confirmou que a ideia de sua retirada é “pavimentar, acima de quaisquer interesses pessoais, um caminho de união em favor da esperança e de um novo Brasil”. Este ano, o Senado vai renovar 1/3 dos parlamentares. Reeleito em 2018, Humberto Costa tem portanto sua cadeira assegurada na Casa até 2026.

“Mesmo liderando as pesquisas, companheiro @senadorhumberto abriu mão de disputar o governo de Pernambuco p/ unificar as forças populares no Estado e no Brasil, p/ derrotar Bolsonaro e seus retrocessos. Grandeza política e desprendimento q saudamos hj em encontro c/ @LulaOficial“, escreveu Gleisi nas redes sociais.

Leia também

STF suspende sessão, e adia decisão sobre federações partidárias


Leia também


Últimas notícias