Você está aqui: Página Inicial / Copa 2018 / Brasil vence México por 2 a 0 e garante vaga nas quartas de final

copa do mundo

Brasil vence México por 2 a 0 e garante vaga nas quartas de final

Com a classificação, seleção aguarda o vencedor de Bélgica e Japão para conhecer o adversário na próxima fase, em duelo que será disputado na tarde de sexta-feira (6)
por Redação RBA publicado 02/07/2018 13h14, última modificação 02/07/2018 14h29
Com a classificação, seleção aguarda o vencedor de Bélgica e Japão para conhecer o adversário na próxima fase, em duelo que será disputado na tarde de sexta-feira (6)
Thiago Bernardes/FramePhoto/Folhapress
Brasil x México

Neymar comemora seu segundo gol na Copa do Mundo da Rússia. Camisa 10 da Seleção também deu uma assitência

São Paulo – A seleção brasileira confirmou o favoritismo e venceu o México, por 2 a 0, pelas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, na manhã desta segunda-feira (2). Os gols foram marcados no segundo tempo, por Neymar, aos 5, e Roberto Firmino, aos 43 minutos.

Com a classificação, o Brasil aguarda o vencedor de Bélgica e Japão para conhecer seu adversário nas quartas de final. O próximo compromisso do time brasileiro será na sexta-feira (6), às 15h (horário de Brasília), na Arena Kazan.

Um dos destaques da seleção foi a boa atuação do meia-atacante William, que vinha sendo criticado pelas más atuações na fase de grupos. Foi dele a assistência para o primeiro gol brasileiro, além de participar da maioria das jogadas de contra-ataque. Outro ponto positivo foi novamente o desempenho do sistema defensivo, que sofreu pouco diante do veloz ataque mexicano.

O volante Casemiro tomou o segundo cartão amarelo e está fora das quartas. Ele havia sido punido no empate em 1 a 1 contra Suíça, na estreia. Mais uma vez, o atacante Gabriel Jesus teve atuação apagada e sem marcar gol neste Mundial.

O jogo

O México começou o jogo pressionando a defesa brasileira e criou uma primeira chance de gol logo aos dois minutos. Até os 20 primeiros minutos, o Brasil não conseguiu se esquivar da tática dos mexicanos, que criavam um volume maior de jogo pelo lado esquerdo, nas costas do lateral Fagner.

Na metade da primeira etapa, o México já acumulava quatro finalizações, sendo três delas bloqueadas pelos zagueiros brasileiros. Mesmo com mais posse de bola, a Seleção não passava do meio-campo, errando bastantes passes.

Aos 25 minutos, Neymar recebeu a bola na esquerda, deu um ótimo corte para a linha de fundo, tirando dois defensores mexicanos da jogada, e finalizou, mas o goleiro Ochoa fez ótima intervenção. Com 32 minutos, o Brasil criou outra ótima chance. Gabriel Jesus fez fila na entrada da área e bateu para outra ótima defesa do arqueiro mexicano.

O México voltou na segunda etapa com uma proposta mais defensiva, mas a seleção canarinho conseguiu impor seu jogo e Coutinho fez ótima finalização que exigiu boa defesa de Ochoa, logo no segundo minuto 

O Brasil abriu o placar com Neymar aos 5 minutos de jogo, após ótima triangulação com William. Neymar puxou a marcação, deu de calcanhar para William, que avançou entre a zaga e cruzou rasteiro, encontrando novamente  Neymar para, de carrinho, completar para o fundo da rede.

O Brasil continuou pressionando e exigiu mais defesas difíceis de Guillermo Ochoa. A weleção começou a apostar nos contra-ataques, com transições rápidas de William e Neymar, e mais chances foram criadas. Aos 25 minutos, já eram 17 chutes brasileiros, ante 11 dos adversários.

O México esboçou uma pressão nos 15 minutos finais, mas pouco assustava a defesa brasileira e o goleiro Alisson. Aos 43 minutos, Roberto Firmino, que acabara de entrar, fez o segundo do Brasil e o primeiro dele da Copa. O gol começou após roubada de bola de Fernandinho que lançou Neymar, sozinho, pela esquerda. Cara a cara com o goleiro, o camisa 10 apenas tocou para o lado e o atacante completou. 

Eleito o melhor do jogo, Neymar disse que a equipe "aprendeu a sofrer com a pressão adversária", mas ainda conseguiu impor seu ritmo de jogo. "A equipe vem há muitos jogos sem tomar gols, pela qualidade dos zagueiros. A gente só precisa fazer o gol, porque sabemos que não vamos tomar."

O volante Fernandinho, provável substituto de Casemiro na próxima partida, avaliou sua chance de ser escalado para iniciar a partida contra o vencedor de Bélgica e Japão. "A gente conseguiu um resultado bom contra um adversário qualificado. Fico feliz por ter entrado nas quatro partidas e agora substituir o Casemiro. Espero manter o mesmo nível dele."

Pós-jogo

Na entrevista coletiva, Neymar, eleito melhor do jogo, comentou as críticas de "cai-cai" e ataques da imprensa internacional contra ele. "É mais tentar minar. Eu não ligo muito, porque isso pode influenciar a cabeça do atleta. Nos últimos dois jogos evitei falar para não ter polêmica, só tenho que jogar futebol."

Silvinho, auxiliar técnico de Tite, falou sobre o bom do jogo de William. "Ele venha fazendo um bom papel tático, mas tecnicamente vinha sofrendo. O trabalho tático pode sobrecarregar, mas, no segundo tempo, ele se sobressaiu tecnicamente. Ele tem entregado o que sempre quisemos."

Tite também elogiou a ótima atuação de Neymar. "Ele ficou três meses e meio sem jogar a partida e um atleta de alto nível precisa de quatro jogos de recuperação. Ele já jogou muito na última partida (contra a Sérvia) e repetiu hoje, mostrando sua excelência."