Roraima

PF deflagra nova operação contra financiadores do garimpo em terras Yanomami

Investigação apura a movimentação de mais de 270 milhões de reais na compra de ouro extraído ilegalmente nos últimos 4 anos

Polícia Federal/Divulgação
Polícia Federal/Divulgação

São Paulo – A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta terça-feira (28), mais uma operação para investigar suspeitos de financiar – e lucrar alto – com a exploração de ouro ilegal extraído pelo garimpo em terras Yanomami em Roraima. Nomeada de Nau dos Quintos, é a terceira operação do gênero feita pela PF naquele estado em fevereiro. Ao todo, a 4ª Vara Federal Criminal da Justiça em Roraima expediu três mandados de busca e apreensão, além de bloqueios de bens.

A operação da PF foi montada a partir de uma denúncia anônima, segundo a qual uma loja de material para construção em Boa Vista estaria no centro de um esquema de venda e compra de ouro de origem criminosa. A identidade dos suspeitos não foi divulgada.

Segundo as investigações, centenas de pessoas físicas e jurídicas relacionados com o comércio de ouro teriam feito transferências em dinheiro no esquema, tendo o proprietário da loja como principal operador. Algumas, inclusive, alvos de outras ações da Polícia Federal.

O lojista investigado teria movimentado R$ 162 milhões nos últimos quatro anos. Outro suspeito, que no ano passado declarou rendimentos de cerca de 40 mil reais, teria movimentado em suas contas mais de 12 milhões de reais. A PF afirma que, no total, cerca de R$ 271 milhões passaram pelas contas bancárias do trio entre 2019 e 2022.

Operação da Polícia Federal mira esquema bilionário de ouro clandestino da Amazônia

Desde que foram intensificados os trabalhos contra o comércio de ouro ilegal, obtido por meio de garimpo em terras indígenas da região, a PF já cumpriu 48 mandados de busca e apreensão e dois de prisão em 10 estados e no DF. O objetivo é desmontar as estruturas criminosas que financiam a garimpagem, que está na origem da crise humanitária do povo Yanomami em Roraima.



Leia também


Últimas notícias