Inércia

Economistas preveem baixo crescimento sem recuperação de empregos

Bresser Pereira e Paulo Nogueira Batista conversam com Rodolpho Gamberini: “se houver crescimento, vai ser pelos empurrões”

arquivo/ebc
Economistas criticam fraco desempenho da indústria brasileira

São Paulo – O jornalista Rodolpho Gamberini recebeu em seu programa Planeta Azul uma dupla de especialistas em economia para falar a respeito do futuro próximo do Brasil. Quais as perspectivas e como sair da inércia e voltar a crescer, com uma economia pujante e sustentável, com inclusão e justiça social?

O ex-ministro da Fazenda Luiz Carlos Bresser-Pereira começa a entrevista explicando que sempre foi um otimista, sempre buscou soluções para as crises. Entretanto, os últimos anos o fizeram mudar de posição, em razão de uma mudança na teoria vigente de desenvolvimento econômico. “Do Vargas até 1990, a ideia era de que o Brasil precisava de industrialização. Desde então, acham que não precisa, que o Brasil pode ser desenvolvido exportando soja. É uma loucura”, disse.

Outro convidado, Paulo Nogueira Batista Jr, ex-diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI), a perspectiva econômica para o futuro próximo é de pequeno crescimento econômico, sem melhora significativa na questão do desemprego. “Algum crescimento pode surgir. Os setores mais tradicionais vão dizer das reformas que sequer saíram. Tal crescimento não se deverá às reformas e sim a empurrões”, disse, lembrando do saque imediato do Fundo de Garantia e a redução da taxa Selic.

Assista ao programa completo: