Propaganda de Virgílio sem Serra foi ‘erro de edição’, diz assessor

São Paulo – O candidato à reeleição ao senado pelo Amazonas, Arthur Virgílio (PSDB), omitiu, em seu primeiro programa eleitoral gratuito na televisão, o nome do partido e do candidato […]

São Paulo – O candidato à reeleição ao senado pelo Amazonas, Arthur Virgílio (PSDB), omitiu, em seu primeiro programa eleitoral gratuito na televisão, o nome do partido e do candidato à Presidência da República, José Serra. O nome do senador também aparece sem o h, somente como Artur. Em seu site de campanha, o destaque é para o “surpreendente” programa eleitoral.

Segundo a assessoria do candidato, a ausência de Serra e de menções ao partido na inserção ocorreram por “erro de edição”, provocada por descuido do editor de vídeo. De acordo com Valdo Garcia, consultado pela Rede Brasil Atual, os erros serão corrigidos no próximo programa que vai ao ar nesta sexta-feira (19). 

Uma reportagem de O Estado de S.Paulomostrou, nesta quinta-feira (19), que o candidato tucano foi omitido das propagandas estaduais em 22 estados. O levantamento considera o fato de que o oposicionista apresenta queda nos níveis de intenção de voto nos últimos meses. No site de campanha, a logomarca da campanha de Serra é exibida.

O deputado federal Brizola Neto (PDT-RJ) destacou, em seu blogue, que o senador se diz “independente”. “Na minha terra, o nome para isso era cara de pau”, criticou o parlamentar.

Garcia explicou que a supressão da letra “h” no nome do candidato se deve ao fato de a letra dar “uma ideia de estrangeirismo” e que o senador “sempre evita” a grafia dessa forma quando faz campanha em seu estado. “Em sua campanha o tratamos só por Artur por causa de uma tradição espanhola que  se refere as pessoas só pelo primeiro nome”, completou o assessor.

Em 2002, Virgílio usou o sobrenome na campanha. Em sua conta no Twitter e na página no Senado, a letra “h” é mantida, assim como o nome de família. A conta no Facebook, porém, a grafia é “senador Artur“.

Confira o vídeo da campanha sem menções a Serra nem ao PSDB:

Leia também

Últimas notícias