Tensão

Exército do Irã toma navio cargueiro pertencente a empresário israelense

Tomada da embarcação pela Guarda Revolucionária ocorre dias após ataque contra consulado iraniano na Síria atribuído ao governo de Israel

(reprodução/IRNA)
(reprodução/IRNA)
Desembaque dos soldados iranianos no cargueiro

São Paulo – O Irã anunciou neste sábado (13) que apreendeu um navio cargueiro da Zodiac Maritime Shipping Company, empresa pertencente ao israelense Eyal Ofer. A tomada da embarcação, de acordo com a agência oficial de notícias oficial iraniana, ocorreu por meio de uma operação aérea conduzida pela Guarda Revolucionária Iraniana no Estreito de Ormuz, ao sul do Golfo Pérsico. Soldados desceram de um helicóptero no convés do navio, de bandeira portuguesa e com 25 tripulantes, e o direcionaram para águas territoriais do Irã.

A Agência de Notícias da República Islâmica (IRNA) informou, ainda, que a tomada do navio ocorre em meio a tensões entre o Irã e Israel por conta do bombardeio no consulado iraniano em Damasco, Siria, no dia 1º de abril. O ataque deixou sete pessoas mortas, incluindo o Major General Mohammad Reza Zahedi, um dos nomes mais proeminentes da Guarda Revolucionária Iraniana. Na quarta-feira (10), o aiatolá Seyyed Ali Khamenei, líder supremo do Irã, disse que a agressão na capital síria de autoria do governo sionista de Israel teria resposta.

Via rede social, o ministro das Relações Exteriores de Israel, Israel Katz, acusou o governo iraniano de pirataria. “O regime do aiatolá de Khamenei é um regime criminoso que apoia os crimes do Hamas e que está conduzindo uma operação pirata que viola o direito internacional”, afirmou Katz, no X.



Leia também


Últimas notícias