UNE quer reunir 10 mil em bienal

Começa nesta terça-feira (18) e vai até domingo (23), em diferentes centros culturais do Rio de Janeiro, a 7ª Edição da Bienal da União Nacional dos Estudantes (UNE), apontado pelos […]

Começa nesta terça-feira (18) e vai até domingo (23), em diferentes centros culturais do Rio de Janeiro, a 7ª Edição da Bienal da União Nacional dos Estudantes (UNE), apontado pelos organizadores como o maior festival juvenil da América Latina. O encontro deve reunir cerca de 10 mil estudantes, com homenagens a artistas como os cantores Beth Carvalho e Bezerra da Silva, o escritor João do Rio, o dramaturgo Augusto Boal, o ator Grande Otelo e o artista plástico Hélio Oiticica.

Entre as atrações estão um show com Marcelo D2 e os MCs Leonardo e Sabrina, na terça-feira, das 22h às 2h, na Cidade do Samba; um workshop com o músico Naná Vasconcelos, na quarta-feira, das 10h às 13h, no Teatro de Arena; uma roda de bambas com Cacique de Ramos e Tantinho da Mangueira, no Buteco Literário, também na quarta-feira, das 13h às 15h; e uma apresentação do grupo teatral Companhia Vitória Régia, no Teatro de Arena, com o espetáculo “O que era e o que não devia ser”, na quarta-feira, entre 17 e 19h. O escritor e compositor Moacyr Luz também lançará o livro de curioso título “Butequim de Bêbado Tem Dono”.

Também haverão vários debates com temas como “História social do carnaval”, com, entre outros, a carnavalesca e deputada estadual Leci Brandão, a carnavalesca Maria Augusta e o mestre em história social pela UFRJ Luis Antônio Simas; e “Brasil no Estandarte: o samba é meu combate”, com a nova ministra da Cultura, Ana de Holanda, o sambista Nei Lopes e o pesquisador de samba Haroldo Costa. A proposta do evento fica mais do que clara num manifesto publicado pelos organizadores: “A UNE em um grandioso evento de oito dias (sic) e mais de 60 mil estudantes no Rio de Janeiro, deixa-se provocar e enfrenta a incômoda teoria de que o samba e a felicidade do povo brasileiro são inférteis. A Bienal abandona, corajosamente, o medo de que o Brasil termine em um imenso carnaval, sem prazo para a última batida.

Juntos, os estudantes brasileiros mostrarão que ser feliz também é o combate”. A programação completa pode ser acessada pelo site www.bienaldaune.org.br.

 

Guilherme Bryan, 35 anos, jornalista formado pela Cásper Líbero, autor do livro “Quem Tem Um Sonho Não Dança” (ed. Record), mestre e doutorando pela ECA-USP, repórter do jornal Folha Universal e colunista de videoclipes do Yahoo! Brasil.

Leia também

Últimas notícias