São Paulo comemora 457 anos com várias atrações

A cantora Malu Magalhães (Foto: João Wainer/Divulgação) São Paulo – Na terça-feira-feira, 25 de janeiro, São Paulo completa 457 anos com várias atrações em diferentes pontos da maior metrópole da América do […]

A cantora Malu Magalhães (Foto: João Wainer/Divulgação)

São Paulo – Na terça-feira-feira, 25 de janeiro, São Paulo completa 457 anos com várias atrações em diferentes pontos da maior metrópole da América do Sul, programadas ao longo do dia. De caminhada por pontos históricos a grande show relembrando os clássicos musicais da cidade, não faltarão opções para quem quiser aproveitar o dia com muita cultura.

Logo cedo, as 9h, o Sesc organizou uma caminhada pelos 20 principais pontos históricos e culturais do centro da cidade, como a Catedral da Sé, o Teatro Municipal, o Mercado Municipal e a Praça da República. “Enduro a pé – Histórico Cultural” tem duração de 2 a 3 horas e tem como ponto de saída e chegada o Sesc Carmo, na rua do Carmo, 147. Os participantes serão divididos em equipes de 3 a 6 pessoas. No final, a cantora Anaí Rosa interpretará músicas tradicionais de São Paulo. 

Para quem prefere ir ao cinema, o Cine Olido, que fica na avenida São João, 473, na República, exibirá, a partir das 15h, três clássicos do cinema que retratam São Paulo. São eles: “São Paulo S.A.” (1965), de Luíz Sérgio Person, com Walmor Chagas, Darlene Glória e Eva Wilma; “O Homem Que Virou Suco” (1981), de João Batista de Andrade; e “Cidade Oculta” (1986), de Chico Botelho, com Arrigo Barnabé, Carla Camurati e Cláudio Mamberti. O ingresso custa 1 real.

Na Barra Funda, a opção é ver o novo espetáculo do grupo teatral São Jorge de Variedades, “Ao Coro Retornarás”. A partir das 15h, na Casa de São Jorge, na Rua Lopes de Oliveira, 342, também haverá apresentações de bonecos e barraquinhas com comidas e brincadeiras. 

Para quem prefere música, vários palcos estarão espalhados pela cidade. No Memorial da América Latina, Mônica Salmaso se apresentará com a Banda Mantiqueira a partir das 19h30. No Anhembi, a partir das 17h, a atração é a cantora Ivete Sangalo. Dominguinhos promete colocar todo mundo para dançar, às 15h, no Sesc Itaquera. Em outro Sesc, do Interlagos, o show será dos Titãs, às 16h. E o Centro Cultural Banco do Brasil será ocupado pela Nação Zumbi, que lembrará sucessos do movimento manguebeat a partir das 13h.

A cereja do bolo de aniversário provavelmente será o show que acontece a partir das 19h, no palco montado pela Secretaria Municipal de Cultura, na Avenida Ipiranga, próximo da Praça da República, no Centro. Vários clássicos que marcaram a cidade serão interpretados, caso de “Sampa”, de Caetano Veloso, com Maria Gadú; “Ronda”, de Paulo Vanzolini, com Paulo Miklos; “Punk da Periferia”, de Gilberto Gil, com Paulo Ricardo; e “Envelheço na Cidade”, do Ira!, com Mallu Magalhães.

Também se apresentarão artistas como Rappin’Hood, Tony Campello, Maurício Pereira, Banda Isca, Cine e Renato Teixeira, entre outros, homenageando Adoniran Barbosa, Tom Zé, Itamar Assumpção e Originais do Samba. O acompanhamento musical será de peso, com a Orquestra Sinfônica Municipal e uma banda formada por Japinha, do CPM 22; Mingau, do Ultraje a Rigor; Andreas Kisser, do Sepultura; e André Cristovam.

Guilherme Bryan, 35 anos, jornalista formado pela Cásper Líbero, autor do livro “Quem Tem Um Sonho Não Dança” (ed. Record), mestre e doutorando pela ECA-USP, repórter do jornal Folha Universal e colunista de videoclipes do Yahoo! Brasil.

Leia também

Últimas notícias