Despejo zero

MTST vai às ruas por moradia popular em São Paulo

Marcha teve como objetivo cobrar recursos do governo do estado para habitação de interesse social e sanção do Projeto de Lei do Despejo Zero

MTST
MTST
Movimento realizou marcha na região do Morumbi, na capital paulista

São Paulo – O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) realizou manifestação em São Paulo na tarde desta quinta-feira (8). A marcha teve como objetivo cobrar mais recursos do governo do estado para habitação de interesse social e celeridade nos projetos já prometidos.

A mobilização também cobra a sanção por parte do governador João Doria (PSDB) da Lei do Despejo Zero, aprovada pela Assembleia Legislativa de São Paulo. O Projeto de Lei 146/2020, de autoria da deputada Leci Brandão (PCdoB) e dos deputados Maurici (PT) e Dr. Jorge do Carmo (PT) foi aprovado em 9 de junho. A lei, que Doria ainda precisa sancionar, suspende, no período da pandemia de covid-19, o cumprimento de mandados de reintegração de posse, despejos e remoções, judiciais ou extrajudiciais, em todas as cidades do estado.

“Dadas as consequências econômicas da pandemia, o desemprego, que já caminhava para atingir altos níveis, bateu recorde. Com isso, vemos cada dia mais brasileiros encarando a fome e a miséria sem qualquer perspectiva de melhora. Logo, a quantidade de pessoas sem teto também aumentou”, afirma o movimento em comunicado a respeito da mobilização. “Portanto, manifestação como a de hoje é indispensável para que o governo sinta a pressão do povo que sofre com a falta de moradia.”


Mais do que matar a fome, cozinhas solidárias do MTST são espaços de resistência


“O governo do estado tem a possibilidade de construção de habitações de interesse social via própria CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), que sofre pressão de extinção”, afirma Josué Rocha, coordenador do MTST, à CartaCapital. “Apesar disso, boa parte dos recursos hoje são destinados a programas que atendem faixas de renda mais altas, como o Casa Verde e Amarela.”

“Quem não pode com a formiga, não atiça o formigueiro! O @mtst agora nas ruas de SP por moradia”, postou em seu perfil no Twitter o líder do MTST e ex-candidato a prefeito de São Paulo pelo Psol, Guilherme Boulos.



Leia também


Últimas notícias