Violência no campo

MST denuncia assassinato de dois trabalhadores na Paraíba

Movimento dos sem-terra denuncia mortes de Ana Paula Costa Silva e Aldecy Viturino Barros, do Quilombo do Livramento

(mst)
(mst)
Mortes foram no Quilombo do Livramento

São Paulo – O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra da Paraíba (MST) denunciou neste domingo (12) o assassinato de Ana Paula Costa Silva e Aldecy Viturino Barros. De acordo com o movimento, ambos eram acampados do Quilombo do Livramento, no Sítio Rancho Dantas, município de Princesa Isabel, Paraíba. O crime teria ocorrido por volta das 15h30 da tarde de ontem. A Polícia Civil da Paraíba investiga o caso.

“Basta de Violência! É com extrema indignação e exigindo justiça, que o MST denuncia os assassinatos de Ana Paula Costa Silva e Aldecy Viturino Barros e pede celeridade nas investigações”, publicou o movimento social no X. Eles afirmam, em nota oficial, que o “crime aconteceu por volta das 15h30 da tarde deste último sábado (11), no acampamento Quilombo do Livramento, Sítio Rancho Dantas, no município de Princesa Isabel, na Paraíba.”

Morte a tiros

Ana Paula Costa Silva tinha 29 anos e três filhos. Aldecy Viturino Barros, tinha 44 anos, dois filhos e era coordenador do acampamento. “De acordo com relatos dos moradores, eles foram assassinados a tiros por dois homens que chegaram em uma moto dizendo que Aldecy precisava assinar um documento que estava sob posse dos assassinos.” Aldecy, explica a nota, estava consertando o telhado do barraco do pai de Ana Paula. Ao começar a descer a escada para atender os homens que o procuravam, “Aldecy foi covardemente surpreendido com vários tiros, ao quais também acertaram Ana Paula. Ele morreu na hora. Já Ana Paula, chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu.”


Leia também


Últimas notícias