campanha salarial

Em assembleia, químicos de São Paulo aprovam reposição pelo INPC

Com índice que será divulgado em 6 de novembro, estimativa de reajuste é de 10,07%. Decisão abrange 180 mil trabalhadores na base dos sindicatos da CUT no estado

Sindicato dos Químicos – SP

Assembleia realizada ontem (23): aprovação à reposição e à renovação de cláusulas sociais

São Paulo – Em assembleia realizada no início da noite de ontem (23), os químicos de São Paulo, em campanha salarial, aprovaram a reposição da inflação de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), do IBGE, que será divulgado oficialmente em 6 de novembro e a renovação de todas as cláusulas sociais por mais dois anos.

A estimativa é de reajuste de 10,07% para todos os salários. Se a estimativa se confirmar, os pisos da categoria ficarão em R$ 1.351 (para empresas com até 49 trabalhadores) e em R$ 1.385 (para empresas maiores).

Os 180 mil trabalhadores que serão beneficiados são ligados a sindicatos filiados à Federação dos Químicos do Estado de São Paulo (Fetquim-CUT). A base inclui São Paulo, ABC, Campinas, Osasco e Vinhedo, Jundiaí e região e São José dos Campos.

A proposta de reajuste pelo INPC também foi apresentada pela entidade patronal aos sindicatos filiados à federação estadual da Força Sindical (Fequimfar), cujos sindicatos filiados representam cerca de 130 mil trabalhadores.

Leia também

Últimas notícias