No Dia da Juventude, movimentos pedirão educação de qualidade em São Paulo

Debate e caminhada no centro da capital marcam a data

São Paulo – Ativistas da sociedade civil organizam atividades em São Paulo para celebrar o Dia Internacional da Juventude, comemorado nesta sexta-feira (12).  A sessão paulista da Central Única dos Trabalhadores (CUT/SP), a União Nacional dos Estudantes (UNE), e o movimento negro estão entre as entidades que pretendem marcar a passagem da data.

Segundo a secretaria da juventude da CUT/SP, Luciana Chagas Geremias, uma questão a ser discutida é a perspectiva da juventude residente em bairros pobres das metrópoles do país. “A sociedade desconhece como é a realidade de um jovem nas periferias das grandes cidades e queremos abordar também a questão de gênero e de raça nessa situação”, explica.

Pela manhã, entre 9h e meio-dia, o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região realiza um debate sobre a violência contra a juventude, com a participação do integrante do movimento hip hop paulistano, Beto Teoria, e representantes da ONG Educafro.

À tarde, acontece uma caminhada pelo Centro, com concentração às 13h na Praça Patriarca, na região central da capital. Os manifestantes vão passar pelo prédio da prefeitura e pelo da secretaria de Educação, terminando o ato na Praça da República.

Um manifesto contendo algumas das principais reivindicações da população jovem brasileira será distribuído ao público durante as atividades. Luciana reforça que, apesar dos avanços alcançados por meio de programas públicos como o Universidade para Todos (ProUni), ProJovem, Brasil Alfabetizado e outros, o acesso à educação de qualidade e igualdade de oportunidades, por exemplo, ainda têm de ser “mais bem trabalhados”.

Outra questão levantada pelos ativistas é o combate à rotatividade nos postos de trabalho e à terceirização, práticas empresariais que penalizam principalmente os jovens.

Ainda em 2011, entre 9 e 12 de dezembro, será realizada a 2ª Conferência Nacional da Juventude em Brasília. Ela é articulada pela Secretaria Nacional de Juventude, vinculada à Secretaria-Geral da Presidência da República, e pelo Conselho Nacional de Juventude (Conjuve). Etapas municipais, regionais e estaduais são realizadas em todo o país.

Leia também

Últimas notícias