Avanço

Metalúrgicos e Ford retomam negociação. Sindicato vai procurar direção mundial

Fábrica de Taubaté também retomará a produção a partir da semana que vem. Acordo preserva empregos enquanto durarem as negociações

Sind. Met. Taubaté
De volta à fábrica: produção deve ser retomada com monitoramento do sindicato

São Paulo – Depois de audiência de conciliação, o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté (SP) e a Ford chegaram a um acordo temporário, que prevê reunião com a direção mundial da empresa e manutenção dos empregos enquanto durarem as negociações. A produção deve ser retomada, parcialmente, na próxima segunda-feira (22). E a reunião com os executivos americanos deve ocorrer até quinta que vem (25).

Representantes do sindicato e da montadora participaram ontem à tarde (17) de nova audiência virtual promovida pelo Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT-15). O vice-presidente judicial do TRT-15, desembargador Francisco Alberto da Motta Peixoto Giordani, conduziu as discussões, que somaram seis horas, no dia 12 e ontem.

Emprego e salário mantidos

A Ford havia entrado com dissídio de greve, o que provocou protesto por parte dos sindicalistas. O processo está suspenso até 5 de março, e enquanto isso as partes devem realizar pelo menos duas reuniões semanais, às terças e quintas. “As partes também concordaram com a retomada da produção da fábrica no próximo dia 22, com salários e benefícios assegurados a todos os empregados, convocados ou não ao trabalho, no curso da negociação”, informa o TRT.

Em assembleia realizada hoje pela manhã, os trabalhadores na Ford de Taubaté aprovaram o acordo. Segundo o sindicato, a empresa deverá apresentar “um cronograma de trabalho e o quadro de funcionários necessários para atender a produção de peças de reposição para o mercado”. A unidade do Vale do Paraíba produz motores e câmbios.

Em 11 de janeiro, a montadora anunciou o fim de suas operações no Brasil. Isso inclui, além de Taubaté, as fábricas de Camaçari (BA) e de Horizonte (CE, onde é produzido o utilitário Troller). O TRT da 5ª Região, na Bahia, marcou para a manhã de hoje nova audiência entre Ford e metalúrgicos.

Leia também:


Petroleiros da Bahia entram em greve contra privatização de refinaria