Home Trabalho PM reprime trabalhadores no centro do Rio de Janeiro
#GreveGeral

PM reprime trabalhadores no centro do Rio de Janeiro

Manifestantes foram atacados com bombas de efeito moral, durante ato contra a "reforma" da Previdência
Publicado por Felipe Mascari
11:23
Compartilhar:   
JORNALISTAS LIVRES/FACEBOOK

Polícia Militar do RJ atirou bomba em manifestantes e nos carros que passavam pela região do Elevado da Perimetral

São Paulo – A Polícia Militar do Rio de Janeiro atacou trabalhadores que participavam da #GreveGeral, nesta sexta-feira (14). Os manifestantes protestavam no Elevado da Perimetral, na região central da capital fluminense, contra a “reforma da Previdência. Os policiais atiraram bombas de gás lacrimogêneo. Não houve relato de feridos.

A repressão policial também aconteceu em Porto Alegre. De acordo com relatos, cerca de 50 trabalhadores que realizavam piquete nas garagens de ônibus.  Em São Paulo, a polícia militar também reprimiu manifestantes e enquadrou trabalhadores de maneira arbitrária. “É ilegítimo. Uma clara indiscriminação para impedir que as pessoas não se manifestem neste dia de greve. É um assédio”, disse o advogado Pablo, que acompanhou a revista, em entrevista aos Jornalistas Livres.

O Brasil amanheceu com greve geral de 24 horas, convocada pelas centrais sindicais, com o apoio de organizações sociais e estudantis, da Frente Brasil Popular e da Frente Povo Sem Medo, contra a reforma da Previdência e os retrocessos promovidos pelo governo Jair Bolsonaro (PSL).