Home Trabalho Dez refinarias têm paralisação e corte de turno, segundo petroleiros
FUP

Dez refinarias têm paralisação e corte de turno, segundo petroleiros

Categoria aderiu à greve geral convocada pelas centrais sindicais, desde a madrugada desta sexta
Publicado por Felipe Mascari
13:19
Compartilhar:   
FUP

Trabalhadores da Reman, em Manaus, aderiram à greve, cortando a rendição do turno à zero hora e prosseguem na paralisação por 24 horas

São Paulo – Trabalhadores nas bases da Federação Única dos Petroleiros (FUP) aderiram em massa à greve geral, desde a madrugada desta sexta-feira (14). Unidades do Sistema Petrobrás, em 12 estados, estão com paralisações, cortes de turno nas áreas operacionais e administrativas. De acordo com levantamento da FUP, já são 10 refinarias paradas.

A participação da categoria na greve geral teve início na madrugada, com os ônibus fretados pela Petrobras chegando vazios às principais refinarias. Os petroleiros também não entraram para trabalhar em unidades de Pernambuco, Minas Gerais e da Bahia.

Mais cedo, o diretor da FUP João Antônio de Moraes concedeu entrevista à Rádio Brasil Atual, e comemorou o apoio à paralisação. “Desde o turno de ontem à noite em Capuava (região do ABC paulista), os ônibus vieram vazios. Pela manhã isso se repetiu, fizemos conversa com os terceirizados, a greve geral já é um sucesso entre os petroleiros”, afirmou.

As refinarias quem não realizaram a troca de turno são: Duque de Caxias (Reduc-RJ), Gabriel Passos (Regap-MG), Landulpho Alves (Rlam-BA), Abreu e Lima (PE), Manaus (Reman), Paulínia (Replan-SP), Mauá (Recap-SP), Presidente Getúlio Vargas (Repar-PR), Alberto Pasqualini (Refap-RS) e Lubnor (CE).