Home Trabalho Vídeo da CUT São Paulo rebate mentiras contadas sobre ‘reforma’ da Previdência
Enfrentamento

Vídeo da CUT São Paulo rebate mentiras contadas sobre ‘reforma’ da Previdência

Mídia tradicional e governo têm destacado o desmonte como um 'mal necessário'. Entidade explica que há outras formas de aprimorar o sistema sem retirar direitos trabalhistas
Publicado por Redação RBA
12:49
Compartilhar:   
reprodução cut-sp
bolsonaro previdência

Para CUT-SP é preciso mexer “nos bolsos dos ricos” e “cobrar empresas devedoras” para aprimorar Previdência

São Paulo – Vídeo divulgado pela CUT São Paulo alerta para os argumentos usados pela mídia tradicional na tentativa de convencer a população da necessidade da “reforma” da Previdência, apresentada pelo presidente Jair Bolsonaro na semana passada. O filme destaca seis argumentos do governo para justificar as medidas que, segundo especialistas, vêm para precarizar e desproteger ainda mais os trabalhadores mais pobres.

Entre eles, o discurso de que as mudanças são “boas para o país” e que teriam sido “um sucesso em outras nações”. Ou ainda que há um suposto “rombo na Previdência Social”, desconsiderando que a seguridade dos trabalhadores ficará à mercê dos interesses de seguradoras e bancos dentro do regime de capitalização proposto, tornando ainda mais vulnerável a situação dos idosos, a exemplo do que ocorreu no Chile.

De acordo com o vídeo, ao apresentar essas justificativas o governo omite, por exemplo, o calote que grandes empresas dão no sistema de seguridade social.

“Não é necessário cortar direitos e obrigar a população a trabalhar até morrer para pagar os déficits da Previdência Social. Tem que mexer no bolso dos ricos, cobrar as empresas devedoras e parar de perdoar dívidas multimilionárias que faturam bilhões e bilhões a cada ano”, finaliza o filme da CUT-SP.  

Assista ao vídeo