no limite

Servidores da Unesp cobram 13º salário e pedem saída do reitor

Pelo segundo ano consecutivo, pagamento está em atraso. De acordo com profissionais da universidade, ao menos 12 mil pessoas foram prejudicadas

TVT/Reprodução
Protesto Unesp

Profissionais da instituição pedem também a saída do reitor Sandro Valentini alegando má gestão de recursos

São Paulo – Servidores, professores e alunos da Universidade Estadual Paulista (Unesp) protestaram nesta terça-feira (22) em frente à reitoria da instituição, no centro de São Paulo, para cobrar o pagamento do 13º salário de 2018. Até agora, apenas os profissionais celetistas receberam a verba salarial, enquanto os estatutários foram deixados na espera. Os profissionais cobram ainda a saída do reitor, Sandro Valentini, acusado de má gestão dos recursos. 

A Unesp, instituição de ensino pública, é, ao lado da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), mantida pelo governo do estado de São Paulo. E alega que precisa de crédito suplementar pela esfera estadual para pagar o 13° salário dos servidores, estimado em R$ 175 milhões e que foi atrasado pelo segundo ano consecutivo.

De acordo com reportagem de Beatriz Drague Ramos, da Rádio Brasil Atual, o déficit atual da instituição é de aproximadamente R$ 247 milhões. Só na cidade de Botucatu, onde os funcionários estão em greve deste o início do mês, o não pagamento afetou diretamente cerca de 2.500 profissionais das quatro unidades do município, de acordo com os profissionais. Ao todo, pelo menos 12 mil pessoas foram prejudicadas.

“Tem uma proposta que está em discussão no Conselho Universitário de pagamento do 13º salário em quatro parcelas. Na verdade, a primeira parcela tem  garantia de pagamento no final de fevereiro, mas as outras três vão depender da arrecadação, portanto não temos garantia de recebimento”, critica o coordenador do Sindicato do Sindicato dos Trabalhadores da Unesp (Sintunesp), Alberto de Souza, em entrevista ao repórter Leandro Chaves, do Seu Jornal, da TVT, sobre a negociação que levanta debate a respeito da Lei Orçamentária.

Assista à reportagem da TVT e ouça matéria da Rádio Brasil Atual: