Home Trabalho Em São Paulo, ‘quadrilátero do desemprego’ recebe milhares de currículos por dia
A procura

Em São Paulo, ‘quadrilátero do desemprego’ recebe milhares de currículos por dia

Quatro ruas na região da Lapa, zona oeste da capital paulista, concentram cerca de 20 agências de trabalho
Publicado por Redação RBA
12:12
Compartilhar:   
TVT/Reprodução
Quadrilátero do desemprego

Trabalhos temporários que registram uma média salarial em torno de R$ 1.000 a R$ 1.200 são os mais ofertados

São Paulo – Uma parcela das 13,2 milhões de pessoas que estão desempregadas no país, segundo os últimos dados do IBGE, pode ser vista circulando ao longo de quatro ruas localizadas no bairro da Lapa, na zona oeste da capital paulista. Isso porque as ruas Doze de Outubro, Afonso Sardinha, Antonio Raposo e João Pereira concentram cerca de 20 agências de empregos que oferecem diariamente novas vagas para quem busca uma reinserção no mercado de trabalho.

Com a crise, as agências que compõem o “quadrilátero do desemprego” ofertam vagas que, na sua maioria, se destinam a trabalhos temporários que registram uma média salarial em torno de R$ 1.000 a R$ 1.200. Embora exista demanda, o diretor de atendimento de uma dessas empresas, Eduardo Rodrigues, explica que parte dos empregadores não arca com os custos totais de transporte dos funcionários, o que impede muitas contratações de pessoas que moram longe do local do emprego. “Isso é algo que influencia e onera na contratação”, afirma Rodrigues.

Aos 20 anos, Larissa Aparecida Dantas procura pelo primeiro emprego, algo ainda mais complicado em função da sua idade. De acordo com os dados do IBGE, a taxa de desocupação entre jovens de 18 a 24 anos chegou a 28,1% no primeiro trimestre de 2018.

“É muito difícil achar vagas sem experiência. Não tenho ainda área específica porque não me formei em nenhuma faculdade, assim, estou procurando o que aparece, mas está difícil”, lamenta Larissa.  

Assista à reportagem completa do Seu Jornal, da TVT: