Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2018 / 04 / Acordo na Volks inclui novo veículo e pode ter 'excedente compartilhado'

ABC paulista

Acordo na Volks inclui novo veículo e pode ter 'excedente compartilhado'

Acordo é continuidade de processo que reverteu 800 demissões anunciadas pela empresa em 2015 e assegurou vinda de plataforma mundial
por Redação RBA publicado 18/04/2018 07h31, última modificação 18/04/2018 07h35
Acordo é continuidade de processo que reverteu 800 demissões anunciadas pela empresa em 2015 e assegurou vinda de plataforma mundial
Adonis Guerra/SMABC
Assembleia Volks

Assembleia ratifica negociação, que vem sendo construída desde 2012, com fim do Gol Geração 4 e da Kombi

São Paulo – Trabalhadores na Volkswagen de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, aprovaram em assembleia nesta terça-feira (17) que, a partir de 2020, a fábrica poderá compartilhar o excedente de produção com outra unidade. Naquele ano, a fábrica do ABC terá um novo item em sua linha de produção, um um utilitário compacto (um CUV, na sigla em inglês).

"Só poderá ocorrer o compartilhamento caso nossa produção aqui na planta Anchieta tenha atingido sua capacidade máxima”, ressaltou o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, o Wagnão, também trabalhador na Volks. Atualmente, a unidade produz 1.036 carros por dia, segundo o sindicato: os modelos Saveiro, Virtus e Polo. A capacidade é de 1.091 veículos.

Ainda de acordo com os metalúrgicos, a negociação para garantir o investimento começou durante acordo firmado em 2012, quando se discutia o fim da produção do Gol geração 4 e da Kombi. "Em 2015, dentro do acordo que reverteu 800 demissões anunciadas pela empresa, foi assegurada a vinda de uma plataforma mundial. E em 2016, nova negociação garantiu a chegada de dois novos veículos – o Polo e o Virtus", lembra a entidade.