Home Trabalho Acompanhe a jornada de manifestações pelo Brasil contra reformas de Temer
#DerrubaReforma

Acompanhe a jornada de manifestações pelo Brasil contra reformas de Temer

São Paulo terá concentração agora pela manhã na Sé, com oito centrais, Frente Brasil Popular e Frente Povo sem Medo. À tarde, professores e demais servidores se manifestam na sede do governo
Publicado por Redação RBA
09:05
Compartilhar:   
CUT
Praça da Sé

Sé será novamente palco dos movimentos sociais

 São Paulo – Com a participação de oito centrais sindicais e organizações reunidas nas frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, movimentos sociais e sindical promovem na manhã desta sexta-feira (10), na Praça da Sé, em São Paulo, uma das grandes manifestações esperadas para este dia nacional de protestos. Os movimentos alertam para os prejuízos aos trabalhadores e ao Brasil das reformas do governo, como a trabalhista (Lei 13.467), que entra em vigor neste sábado, e a da Previdência, da qual o governo ainda não desistiu.

O ato de São Paulo terminou por volta das 11h30, com parte dos manifestantes saindo em passeata. À tarde, professores da rede pública junto com outras categorias de servidores farão protesto no Palácio dos Bandeirantes, tendo como alvo, além das reformas de Temer, o projeto do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que congela gastos sociais e salários.

Também na capital paulista, milhares de trabalhadores das centrais de atendimento do Bradesco e do Santander cruzaram os braços no início do expediente. 

O ato de Belo Horizonte está previsto para agora de manhã na Praça da Estação. Desde às 9h, em Brasília, haverá concentração na Esplanada dos Ministérios, no Espaço do Servidor. Em Porto Alegre plenária no auditório da Igreja da Pompeia será uma preliminar dos atos previstos para um “abraço” na Justiça do Trabalho, às 16h, encerrando com ato às 18h na Esquina Democrática, centro da cidade. Em Curitiba, o encontro marcado é na Boca Maldita, às 11h. Salvador tem caminhada do Campo Grande até a Praça Municipal e manifestação na porta da Previdência Social no Comércio, às 13h. No Rio de Janeiro, a principal manifestação está marcada para 16h na Candelária, com caminhada até a Cinelândia. (Confira abaixo a programação completa)

Em Fortaleza, a caminhada de trabalhadores, que segue pelas principais vias do centro da capital, reúne cerca de 10 mil pessoas, segundo os organizadores. 

Ainda durante a madrugada, nos primeiros minutos desta sexta, trabalhadores petroquímicos da Bahia realizaram manifestação no polo de Camaçari. Pela manhã, a manifestação dos trabalhadores travaram a terminal da Lapa. 

Petroleiros da Petrobras e terceirizados também protestaram na entrada da Refinaria Capuava, localizada entre Mauá e Santo André, no ABC paulista. Em Paulínia, no interior de São Paulo, os trabalhadores da Refinaria Planalto paralisaram suas atividades nesta manhã. Na cidade, também estão os químicos e trabalhadores da construção civil na unidade industrial da Rhodia. 

No Rio de Janeiro, agências bancárias localizadas na Avenida Rio Branco, no centro, também foram fechadas pela manhã. “Temer está passando como rolo compressor sobre nossas conquistas e a cada dia aprofundando o desemprego. Se não houver reação, não sobrará nenhum direito para trabalhadores e trabalhadoras”, afirmou a presidenta do Sindicato dos Bancários, Adriana NalessoNo interior do estado, em Campos dos Goytacazes, bancários da região realizam manifestação nas principais vias da cidade. 

Em Brasília, a capital federal amanheceu com o metrô paralisado. Os trabalhadores metroviários, que iniciaram paralisação nesta quinta-feira (9), por reajuste salarial e novas contratações, permanecem hoje de braços cruzados, também em apoio à mobilização nacional contra as novas regras trabalhistas.

Em Florianópolis, os trabalhadores que fazem a varrição e limpeza das ruas também cruzaram os braços contra as mudanças na legislação que suprimem direitos. Os bancários também mantiveram agências da Caixa, Bradesco, Itaú, Santander e Banco do Brasil paralisadas pela manhã, na região da Praça XV.

São Luís, no Maranhão, também já registra protesto das centrais sindicais na Avenida dos Portugueses, na região da Barragem do Bacanga, que também conta com a participação de movimentos sociais e indígenas. 

Assista também às reportagens do Seu Jornal, da TVT

Imagens das manifestações

RBAderruba10
Trabalhadores saem em passeata pelo centro de Fortaleza (CE)
RBASão Luís
Protesto em São Luís (MA)
RBADerruba11
Bancários fecham agências no centro do Rio de Janeiro (RJ)
RBADerruba8
Em Salvador (BA), trabalhadores preparam em caminhada até a agência do INSS, no Comércio
RBARefinaria Capuava
Protesto na Refinaria Capuava da Petrobras, região do ABC (SP)
RBABelém
Em Belém (PA), trabalhadores fazem concentração para o ato em frente a sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT)
RBADerruba3
Trabalhadores da limpeza urbana cruzam os braços em Florianópolis (SC)

RBAFurnas
Trabalhadores de Furnas Centrais Elétricas paralisados,em Campinas (SP)

RBADerruba5
Bancários da região de Campos dos Goytacazes (RJ) protestam
RBAderruba6
Bancários protestam na Vila Santander, em São Paulo (SP)
RBADerruba7
Trabalhadores da central de atendimento do Bradesco protestam na região de Santa Cecília, em São Paulo (SP)

Acompanhe

São Paulo
9h30 – Concentração na Praça da Sé
10h30 – Caminhada até a Avenida Paulista
14h – Ato dos servidores no Palácio dos Bandeirantes

Rio de Janeiro
16h – Concentração na Candelária e caminhada até a Cinelândia

Belo Horizonte
9h – Ato na Praça da Estação

Porto Alegre
10h às 14h – plenária no auditório da Igreja da Pompeia
16h – Abraço à Justiça do Trabalho, na Avenida Praia de Belas
18h – Ato das centrais na Esquina Democrática

Brasília
9h – “Fora Temer e suas medidas”, com concentração no Espaço do Servidor e caminhada até Esplanada dos Ministérios

Salvador
11h – Caminhada do Campo Grande até a Praça Municipal
13h – Manifestação na porta da Previdência Social no Comércio

Fortaleza
9h – Ato na Praça da Bandeira

João Pessoa
14h – Ato no Lyceu Paraibano

Teresina
8h – Ato na Praça Rio Branco, com caminhada pelas ruas do centro

Natal
14h – Ato na Praça Gentil Ferreira, Bairro Alecrim, com caminhada até a Cidade Alta

Belém
8h30 – Ato em frente ao TRT, na Praça Brasil, com caminhada até o Ver-O-Peso

Palmas
9h – Ato em frente à Caixa Econômica Federal, Quadra 105 Sul