Home Trabalho Químicos param no ABC contra a reforma da Previdência
Dia Nacional de Luta

Químicos param no ABC contra a reforma da Previdência

Tempo de contribuição e equiparação da idade mínima entre homens e mulheres são alvo de críticas dos trabalhadores
Publicado por Redação RBA
09:02
Compartilhar:   
Dino Santos/CUT-SP
Químicos

Trabalhadores cruzaram os braços na fábrica da Colgate Palmolive, em São Bernardo do Campo

São Paulo – Trabalhadores da Colgate Palmolive, que fica no Km 14 da Rodovia Anchieta, em São Bernardo do Campo, paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (15), no dia nacional de mobilização contra a reforma da Previdência proposta pelo governo Temer e que tramita no Congresso Nacional. 

Os químicos do ABC criticam os 49 anos de contribuição exigidos para acessar a aposentadoria integral, conforme previsto no projeto, e também são contra a equiparação das idades mínimas entre homens e mulheres. “Só a luta nos ajuda. A nossa arma é a união e a força dos trabalhadores. Só assim nós conseguimos vencer.”

Com informações da CUT-SP