Mobilização

Metalúrgicos do ABC e de São Paulo protestam contra reformas

Em São Bernardo, haverá assembleia na Mercedes-Benz às 8h. À tarde, trabalhadores participam de ato na Avenida Paulista. Na capital, categoria deve fazer passeata pelo centro

edu guimarães / smabc
metalurgicos-abc2.jpg

Metalúrgicos do ABC: ato em São Bernardo do Campo, a partir de 8h, e participação de mobilização na Paulista

São Paulo – Os sindicatos dos Metalúrgicos do ABC (CUT) e de São Paulo (Força) realizam nesta sexta-feira (31) atividades para protestar contra as reformas trabalhista e da Previdência, além do projeto sobre terceirização que a Câmara aprovou na semana passada. Em São Bernardo do Campo, trabalhadores da Mercedes-Benz participam, a partir de 8h, de assembleia na porta da fábrica.

À tarde, os metalúrgicos do ABC participam de ato na Avenida Paulista, em São Paulo, que integra o dia nacional de mobilização organizado pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Segundo o sindicato, 40 ônibus sairão de fábricas e da sede com destino à manifestação, com início marcado para as 16h.

Segundo o presidente do sindicato do ABC, Rafael Marques, haverá atividades por todo o país, em um “aquecimento” para o dia de greve marcado para 28 de abril. “Nossa resposta está sendo à altura dos ataques que a classe trabalhadora vem sofrendo. Nossa luta está longe de terminar”, afirma.

Já os metalúrgicos da capital farão assembleia a partir das 18h, diante da sede, na Liberdade, região central. De lá deverão seguir em passeata até a Praça da Sé. A entidade vem realizando assembleias regionais para falar das reformas, “verdadeiras agressões aos trabalhadores”, segundo o presidente do sindicato, Miguel Torres.

Saiba mais: