Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2017 / 02 / Calculadora do Dieese simula condições de aposentadoria se reforma passar

"Aposentômetro"

Calculadora do Dieese simula condições de aposentadoria se reforma passar

Simulador permite comparar situações com base nas regras atuais e nas propostas pelo governo na PEC 287
por Redação RBA publicado 22/02/2017 17h54, última modificação 23/02/2017 12h25
Simulador permite comparar situações com base nas regras atuais e nas propostas pelo governo na PEC 287
reprodução/cut
aposentometro

Para utilizar a calculadora basta informar o gênero, a data de nascimento e o tempo de contribuição

São Paulo – A CUT lançou ontem (21) em seu portal um simulador que permite ao usuário descobrir com qual idade se aposentará, caso seja aprovada a reforma da Previdência. O recurso, batizado de "Aposentômetro" e idealizado pelo Dieese, pode ser acessado aqui. O presidente da central, Vagner Freitas, tem reiterado que o objetivo do governo não é "reformar" a Previdência: "Temer quer acabar com a aposentadoria".

As centrais preparam um calendário de atividades com objetivo de pressionar o Congresso contra a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287. Entre essas ações, incluir o tema num dia internacional de manifestações programado por movimentos de mulheres no 8 de março e uma jornada nacional de paralisações no dia 15.

Nesta quinta-feira (23), nove centrais sindicais e o Dieese – que realizaram seminário sobre consequências da PEC 287 na primeira semana do mês – , lançam a 13ª Jornada Nacional de Debates, que terá como tema será a reforma da Previdência. O evento será no Sindicato dos Químicos de São Paulo, e deve aprofundar o debate de análises incluídas no estudo Previdência: Reformar para Excluir?, lançado pelo Dieese, o coletivo Plataforma Política e Social e a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip). A síntese do estudo pode ser vista abaixo.

O trabalho fornece subsídios ao movimentos sindical e aos parlamentares para dialogar com a sociedade sobre a necessidade de pressionar o Congresso Nacional – uma comissão especial formada na Câmara já começou a funcionar, tendo o deputado Arthur Maia (PPS-BA) como relator. Uma agenda de atividades, no Congresso e nas ruas, também será tema da reunião das centrais nesta quinta.