Home Trabalho Trabalhadores na CPTM vão avaliar proposta de 10,44% de reajuste
Campanha salarial

Trabalhadores na CPTM vão avaliar proposta de 10,44% de reajuste

Índice foi apresentado hoje, durante audiência de conciliação no TRT. Ferroviários farão assembleias na próxima segunda-feira
Publicado por Redação RBA
13:11
Compartilhar:   
EBC
cptm

Empresa transportou, em média, 831,4 milhões de passageiros em 2015, ante 832,9 milhões em 2014

São Paulo – Os trabalhadores da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) vão avaliar, em assembleias, nova proposta de reajuste salarial, apresentada hoje (17), durante audiência realizada no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), em São Paulo. Depois de intermediação do vice-presidente judicial, Wilson Fernandes, o índice passou dos 5,22% iniciais para 10,44%, em duas parcelas (março e setembro).

Os três sindicatos de ferroviários, além dos engenheiros, deverão fazer novas assembleias na próxima segunda-feira (23), para avaliar a proposta. Nesse mesmo dia, segundo o TRT, haverá outra audiência para que a companhia informe seu posicionamento sobre a sugestão do juiz de aplicar os 10,44% em benefícios como vale-refeição e vale-alimentação, além de equiparação, a partir de janeiro de 2017, aos valores que venham a ser fixados para os metroviários, que também estão em negociação.

No início da reunião, a CPTM manteve a proposta do dia 9: 5,22% de aumento, também em duas parcelas, índice rejeitado pelos sindicalistas. O desembargador propôs, então, o índice de 10,44%, próximo à variação do IPC-Fipe em 12 meses, até fevereiro (10,43%). Os trabalhadores ameaçavam entrar em greve na semana passada, mas concordaram com o pedido do juiz de esperar pela audiência de hoje.

A CPTM é empresa de economia mista do governo estadual, vinculada à Secretaria dos Transporte Metropolitanos. Fechou 2015 com 8.570 funcionários, ante 8.752 no ano anterior. Transportou, em média, 831,4 milhões de passageiros (832,9 milhões em 2014).