Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2015 / 05 / Empresas aumentam proposta, e motoristas de São Paulo aprovam acordo

Sem greve

Empresas aumentam proposta, e motoristas de São Paulo aprovam acordo

Categoria terá reajuste salarial de 9% e PLR de R$ 1.000
por Redação RBA publicado 19/05/2015 18h40, última modificação 19/05/2015 19h31
Categoria terá reajuste salarial de 9% e PLR de R$ 1.000

São Paulo – Com novo índice (9%) apresentado pelo SPUrbanuss, o sindicato das empresas de transporte coletivo, motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo aceitaram a proposta para fechar o acordo coletivo. A decisão saiu em assembleia realizada na tarde de hoje (19), diante do sindicato dos trabalhadores, na Liberdade, região central. Com isso, fica descartada uma paralisação da categoria, que tem data-base em 1º de maio. De acordo com o sindicato, 3 mil pessoas participaram da assembleia.

O índice, que até a semana passada era de 8,5%, inclui aumento real (acima da inflação) – a variação do INPC-IBGE em 12 meses, até abril, é de 8,34%. Além dos 9%, os aproximadamente 42 mil funcionários no transporte coletivo urbano terão vale-refeição de R$ 19 (a proposta anterior era de R$ 16,50) e participação nos lucros ou resultados (PLR) de R$ 1.000, ante os R$ 600 oferecidos na semana passada. O acordo inclui ainda a implementação de um convênio odontológico.