Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2014 / 01 / Cooperativas da economia solidária anunciam criação da Unicopas

agricultura familiar

Cooperativas da economia solidária anunciam criação da Unicopas

Centrais de cooperativas com atuação baseada no compartilhamento acentuado na gestão e nos resultados dos empreendimentos celebram integração e possibilidade de avanços em legislação
por Redação RBA publicado 31/01/2014 15h41, última modificação 31/01/2014 15h54
Centrais de cooperativas com atuação baseada no compartilhamento acentuado na gestão e nos resultados dos empreendimentos celebram integração e possibilidade de avanços em legislação
unicopas.jpg

A iniciativa vai regulamentar o setor

São Paulo – As três maiores centrais de cooperativas de economia solidária do Brasil – Unicafes, Unisol e Concrab anunciam quarta-feira (29), em Brasília, a União Nacional das Cooperativas Solidárias, a Unicopas. A iniciativa vai facilitar a aprovação do Projeto de Lei nº 3, de 2007, que regulamenta agricultura familiar e está parado na Comissão de Agricultura do Senado desde 2012.

Os ministros Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, e Pepe Vargas, do Desenvolvimento Agrário, participaram do evento. Carvalho afirmou, em entrevista à TVT, que o acordo deve facilitar o trabalho do governo junto ao Congresso Nacional de modo a agilizar a votação do projeto, que tem como avanço admitir a convivência de "dois sistemas de cooperativas no país" – além da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), que agrega as tradicionais grandes cooperativas, e agora a Unicopas, cuja formação segue conceitos de gestão da chamada economia solidária.

O texto da lei prevê ainda novos incentivos para a produção de agricultura familiar, a exemplo do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que só no ano passado distribuiu R$ 20 bilhões para o segmento.

O presidente da Unisol, Arildo Mota Lopes, observou que o processo de construção da Unicopas durou cinco anos, e que o momento representa um "fortalecimento da agricultura familiar, da economia solidária campo-cidade".

Assista à reportagem: