Reorganização

Congresso dos químicos da CUT reelege coordenadora e aprova paridade

Em quatro anos, diretoria terá homens e mulheres em igual proporção

CNQ/CUT
Lucineide Varjão

Lucineide fica na coordenação por mais uma gestão, de quatro anos

São Paulo – O sétimo congresso da Confederação Nacional dos Químicos da CUT (CNQ-CUT), realizado na semana passada em Campinas (SP), terminou com a reeleição da coordenadora geral da entidade, Lucineide Varjão. No próximo congresso, será aplicada a paridade nos cargos de comando – daqui a quatro anos, a diretoria deverá ser formada por homens e mulheres em igual proporção.

De imediato, Lucineide destacou a mobilização contra o Projeto de Lei 4.330, sobre terceirização, e a adesão ao dia nacional de luta convocado pelas centrais. “Gostaria de destacar a alegria de construir neste congresso uma chapa única que expressa a unidade entre as forças políticas existentes no ramo químico, o compromisso com o projeto da CNQ e o comprometimento com a agenda sindical cutista. Está muito claro, no dia 11 vamos estar juntos nas ruas como sempre estivemos, defendendo as bandeiras de luta dos trabalhadores e trabalhadoras”, afirmou ao encerramento do encontro.

Segundo a CNQ, o congresso reuniu 340 participantes, entre delegados com direito a voto, observadores, membros de oposições sindicais reconhecidas pela CUT e convidados.

Com informações da CNQ-CUT

Leia também

Últimas notícias