Home Trabalho GM suspende demissões em São José dos Campos

GM suspende demissões em São José dos Campos

Metade dos 1.840 trabalhadores ameaçados continuam na linha de produção pelo menos até novembro; os demais entrarão em programas de qualificação
Publicado por Redação da RBA
21:34
Compartilhar:   

São Paulo – Após uma longa negociação, mediada por representantes dos governos federal, estadual e municipal, o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, no interior paulista, e a General Motors (GM) chegaram hoje (4) a uma proposta para suspensão das 1.840 demissões previstas pela empresa. A reunião durou nove horas. A proposta será votada em assembleia na próxima terça-feira (7).

Pelo acordo, fica mantida a produção do Classic de maneira a garantir o emprego de 900 trabalhadores até novembro. Caso a proposta seja aceita na assembleia, os demais  940 metalúrgicos terão 15 dias de férias coletivas e, em seguida, entram em “lay-off” – suspensão do contrato de trabalho para qualificação profissional dos afastados, com garantia de ganho mensal. O mecanismo é previsto pela legislação. O “lay-off” segue até 30 de novembro. Simultaneamente, será aberto um novo PDV (programa de demissões voluntárias)  para toda a fábrica.

Participaram da reunião o secretário nacional de Relações do Trabalho, Manoel Messias Nascimento Melo, o secretário estadual de Relações do Trabalho, Carlos Andreu Ortiz, e o prefeito Eduardo Cury.  “Nós continuamos com nossa posição de que não há justificativas para as demissões e vamos trabalhar para que cada posto de trabalho seja mantido na fábrica. Continuaremos cobrando do governo medidas que cancelem definitivamente as demissões”, afirmou o presidente do sindicato, Antônio Ferreira de Barros, o Macapá.