Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2012 / 05 / Após 27 dias, termina greve de servidores estaduais da saúde de São Paulo

Após 27 dias, termina greve de servidores estaduais da saúde de São Paulo

por suzanavier publicado 09/05/2012 17h53, última modificação 09/05/2012 18h12

São Paulo – Os servidores estaduais da saúde de São Paulo decidiram em assembleia realizada na tarde de hoje (9) encerrar a greve da categoria, que durou 27 dias. Eles voltam ao trabalho amanhã. De acordo com a diretora de formação do sindicato da categoria (Sindsaúde-SP), Maria Aparecida de Deus Cornaccini, a mobilização dos trabalhadores será mantida. Nova rodada de negociações entre representantes dos trabalhadores e governo está marcada para a próxima terça-feira (15).

Em reunião realizada ontem (8), o governo do estado voltou atrás na decisão de cortar o ponto dos servidores que participaram da greve. Também se comprometeu a manter o prêmio de incentivo dos trabalhadores. Na próxima reunião, a comissão de negociação do sindicato e representantes das secretarias de Saúde e Gestão Pública devem discutir a revisão de cortes no adicional de insalubridade, redução da carga horária semanal do pessoal administrativo e aumento do prêmio de incentivo.

Para a dirigente sindical, o movimento grevista foi positivo porque garantiu “ganhos políticos”. “Antes o governo não recebia o sindicato para negociar e não reconhecia a greve. Depois passou a reconhecer a greve, aumentou o vale-refeição de R$ 4 para R$ 8. Também avançamos no fato de que não haverá cortes para quem aderiu à paralisação”, disse Maria Aparecida. A expectativa dela é de mais avanços nas negociações com a continuidade da mobilização. Com data-base em 1º de março, os trabalhadores encaminharam a pauta de reivindicações ao governo em fevereiro e deflagraram greve em 13 de abril.