Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2012 / 05 / PEC do Trabalho Escravo vai a votação na terça-feira

PEC do Trabalho Escravo vai a votação na terça-feira

Segundo o PT, todos os deputados da legenda devem votar favoravelmente à proposta. Também é esperado apoio de parlamentares do PCdoB, PSOL e PV
por Redação da RBA publicado 04/05/2012 17h55, última modificação 04/05/2012 18h22
Segundo o PT, todos os deputados da legenda devem votar favoravelmente à proposta. Também é esperado apoio de parlamentares do PCdoB, PSOL e PV

São Paulo — Após uma tramitação a passos lentos, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 438, conhecida como PEC do Trabalho Escravo, deverá ser votada na terça-feira (8). Segundo a liderança do PT na Câmara, todos os deputados da legenda deverão votar favoravelmente à proposta, que deve contar com o apoio dos parlamentares do PCdoB, PSOL e PV.

“A PEC do Trabalho Escravo, quando da primeira votação, teve o expressivo apoio de 326 parlamentares, o que significa 95% dos integrantes da Câmara. Agora, estamos em nova legislatura, muitos não estão mais entre nós e, por isso, é importante a articulação nesses dias que antecedem a votação para que tenhamos o mesmo sucesso”, disse o deputado Padre Ton (PT-RO), segundo vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM).

A CDHM, com a Frente Parlamentar Mista pela Erradicação do Trabalho Escravo e Comissão Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo (Conatrae), está envolvida em várias atividades para conclamar os parlamentares a votar "sim" pela aprovação da PEC.

Mobilização

Na manhã de terça devem chegar a Brasilia dezenas de artistas que assinaram manifesto contra o trabalho escravo. Está previsto para as as 11h um ato político, com entrega do manifesto ao presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS). Às 14h, haverá audiência pública da CPI, com a participação da ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos.