Você está aqui: Página Inicial / Trabalho / 2012 / 05 / Greve das universidades federais entra no quinto dia com forte adesão

Greve das universidades federais entra no quinto dia com forte adesão

por Redação da RBA publicado , última modificação 21/05/2012 11h55

São Paulo – A greve dos professores das universidades federais entra hoje (21) no seu quinto dia com 36, das 49 instituições paralisadas, segundo balanço da última sexta-feira (18). Os docentes reivindicam reestruturação da carreira e incorporação de gratificações. 

Aluísio Finazzi Porto, professor da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) e um dos líderes do comando de greve, disse à Rádio Brasil Atual que, no ano passado, o governo federal bloqueou a contratação de 40 mil docentes. “O governo simplesmente parou de fazer concursos no ano passado” Porto afirmou que a greve é justa e que está com grande apoio da sociedade acadêmica e do alunado. 

De acordo com Porto, em São Paulo a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) já está com indicativo de greve a partir de amanhã (22). Haverá uma assembleia de todos os campi (Santos, Diadema, São Paulo, Osasco, Guarulhos e São José dos Campos) e há previsão de paralisação de todos eles. “Nós precisamos de uma proposta do governo, senão a greve continua”, afirmou o professor.

Ouça aqui a entrevista do professor da Ufop à Rádio Brasil Atual.